Depois do Enem, a gente só quer fechar os livros e dar um belo descanso ao cérebro!

Mas esse descanso tem dia e hora para acabar. Depois da divulgação dos resultados, o enemzeiro precisa arregaçar as mangas novamente e entrar na batalha por uma vaga no ensino superior.

Para se dar bem nos processos seletivos é preciso estar bem alerta e entender a fundo como cada um deles funciona.

A seguir, saiba o que fazer depois do Enem e veja qual faculdade fazer!

O que fazer depois do Enem

Até chegar o dia do Enem, os estudantes mais dedicados vão ter passado por uma verdadeira maratona do conhecimento, revisitando tudo o que foi visto ao longo de três anos do ensino médio.

O momento de colocar todo esse conhecimento pra jogo acontece em novembro, quando as provas são aplicadas.

Ao todo são 180 questões objetivas, com graus de dificuldade variados, e mais uma redação.

Mas as provas são apenas uma parte do que está por vir.

Meses depois, quando os resultados são divulgados, os milhões de candidatos serão desafiados a colocar seu desempenho à prova na disputa por uma vaga em universidades públicas e privadas por todo o país.

A largada será dada nas primeiras semanas de janeiro, e terá uma segunda edição no segundo semestre.

Com sua nota do Enem, você pode:

  • Disputar vaga em universidades públicas participantes.
  • Conseguir bolsa de estudos para fazer uma faculdade privada.
  • Obter crédito estudantil para pagar o curso superior.
  • Entrar direto na faculdade privada sem precisar fazer vestibular.

Vamos entender melhor como funciona cada um deles.

Prepare-se para disputar vaga em universidade pública com o Enem

Para disputar uma vaga em universidade pública usando o Enem, o candidato precisa passar pelo Sisu.

O programa, que abre as portas logo após a divulgação dos resultados do Enem, distribui milhares de vagas em universidades gratuitas por todo o país.

Para ter essa chance, o candidato só precisa ter feito o Enem mais recente e não ter zerado a redação.

Vão se dar bem aqueles que preencherem dois requisitos básicos: uma boa nota e muita atenção no decorrer do processo seletivo.

É que o Sisu é bastante concorrido, e todos os dias se inscrevem mais pessoas com excelentes notas no Enem para disputar a vaga com você. A atenção é necessária para mudar de opção de curso ou faculdade, caso perceba que a sua nota está abaixo da nota de corte. Isso aumenta bastante as suas chances de passar.

O processo todo dura quatro dias. Os resultados são divulgados poucos dias depois do encerramento.

Quem não conseguir vaga terá outra chance no segundo semestre.

Prepare-se para conseguir bolsa de estudos com o Enem

Outra pedida interessante é usar sua nota no Enem para conquistar uma bolsa de estudos em faculdade privada.

Sim, é possível estudar com as mensalidades bancadas integralmente ou parcialmente pelo governo federal!

Quem tiver pontuação de pelo menos 450 na média das provas do Enem mais recente já pode concorrer – desde que não tenha zerado na redação.

O programa é bastante procurado, por isso um bom desempenho é fundamental para se dar bem.

Lá você encontra opções de cursos presenciais e a distância em todas as áreas do conhecimento.

As inscrições abrem após o encerramento do Sisu. São milhares de bolsas todos os anos.

Por ser um programa voltado à população que mais precisa, o ProUni exige que o candidato se encaixe em certos perfis de renda familiar e formação escolar.

Prepare-se para obter crédito estudantil com o Enem

O FIES é o programa de crédito do governo federal que concede financiamento estudantil facilitado.

Assim, é possível fazer um curso superior sem se preocupar tanto com as mensalidades. A dívida só é cobrada após a formatura, a juros baixos e um prazo bastante longo – o que torna a parcela bem acessível.

Só que para obter o financiamento, o candidato precisa passar por um processo seletivo que leva em conta a nota do Enem.

A diferença é que aqui dá para usar a pontuação de qualquer exame a partir de 2010, desde que a média nas provas seja igual ou maior que 450, sem ter zerado a redação.

O FIES tem exigência de renda, que depende do tipo de contrato disponível.

O programa tem duas edições anuais e é aceito em muitas faculdades particulares de todo o Brasil.

Prepare-se para entrar na faculdade privada com o Enem

Fácil, extremamente fácil. Quem quer entrar direto numa faculdade particular sem passar por qualquer tipo de vestibular pode optar por esse modelo de ingresso, disponível num bom número de instituições pelo país.

Para conseguir vaga, basta ter feito qualquer Enem e ter nota acima de zero na redação.

Normalmente o candidato já sabe na hora se sua nota permite ou não entrada no curso desejado.

Depois, é só levar a documentação exigida (incluindo o boletim de desempenho do Enem), fazer a matrícula e contar os dias para começar as aulas.

O ingresso direto pode ser usado para cursos presenciais e a distância em todas as áreas.

Qual faculdade fazer depois do Enem

Depois do Enem, você pode escolher uma entre os milhares de faculdades que aceitam a nota do exame como forma de admissão.

Se você vai tentar vaga pelo Sisu, ProUni ou FIES, pode ficar tranquilo: os programas só trabalham com faculdades bem avaliadas pelo governo.

Pelo ingresso direto é preciso verificar se a instituição é reconhecida e tem um bom desempenho junto ao MEC.

A gente escolheu algumas onde você pode entrar com a certeza de que está fazendo uma boa escolha:

Veja também:

Descubra como e onde consultar a sua nota do Enem

Já sabe o que fazer depois do Enem? Conte para a gente qual faculdade você gostaria de fazer!