Descubra o que você deve fazer depois do ENEM

Enem — Escrito por

A concentração para o Enem é tão grande que muitos estudantes se sentem perdidos depois que o exame passa. Mas vamos ajudar a organizar um pouco as ideias e aproveitar ao máximo todo o investimento que você fez.

A primeira providência é esperar a divulgação do resultado. A partir daí, começam os processos para entrar em universidades públicas, conseguir financiamentos e bolsas de estudo, por exemplo.

É em programas como ProUni, Sisu e FIES que você precisa ficar de olho. E há ainda a oportunidade de usar as notas do Enem para ingresso direto em universidades privadas, sem ter que fazer vestibular.

Veja agora mesmo tudo sobre o cronograma de processos seletivos que usam a nota do Enem e onde estudar com seu desempenho no exame!

Posso descansar depois do Enem?

Até pode, mas sem exagero. É normal e até recomendável, depois de tanto esforço, que você queira relaxar um pouco. Mas cuidado para não bobear e perder as inúmeras oportunidades que o Enem pode abrir para o seu futuro acadêmico e profissional.

O melhor mesmo é encarar as semanas depois do Enem como um período para recuperar forças, recarregar as pilhas e voltar com tudo para lutar pela vaga dos seus sonhos.

Quando vou saber minhas notas do Enem?

É preciso ter paciência. Os resultados individuais só saem cerca de dois meses depois das provas, geralmente no mês de janeiro.

A demora é normal, se consideramos a enorme quantidade de provas para corrigir. Mesmo que as provas tenham questões de múltipla escolha, o sistema de correção não é tão simples e leva em conta variáveis como coerência nas respostas e o desempenho dos outros candidatos em relação a cada pergunta.

Além disso, tem a prova de redação, avaliada uma a uma por corretores que observam vários critérios. É um trabalho minucioso e demorado!

O que sai com bastante rapidez é a publicação dos gabaritos oficiais e cadernos de questões, geralmente em três dias após a aplicação das últimas provas. A partir dessa informação, você pode até ter uma ideia do seu desempenho, mas não dá para calcular a nota exata.

Para não criar falsas expectativas, o negócio mesmo é esperar até janeiro.

O que fazer depois de saber as notas do Enem?

Fique ligado nas oportunidades que vamos comentar a seguir. Todas elas foram criadas pelo governo federal. Para saber mais detalhes, é preciso ficar atento ao site oficial de cada programa e ler atentamente o edital.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) distribui vagas em cursos presenciais de universidades públicas de todo o país, usando como critério as notas do Enem mais recente.

Graduações e faculdades mais concorridas pedem notas maiores, é claro. Alguns cursos de Medicina, Engenharia Civil e Odontologia, entre outros, podem chegar a exigir mais de 800 pontos no Enem.

Mas com cerca de 600 a 650 pontos é possível conseguir vaga para muitos cursos de várias instituições. O que o candidato não pode de jeito nenhum é ter zerado na redação.

As inscrições são gratuitas, acontecem duas vezes ao ano e ficam abertas durante quatro dias. Elas devem ser feitas pela internet.

 

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudos em faculdade particulares do Brasil inteiro, em cursos presenciais e a distância.

As bolsas podem ser de 50%, para os candidatos que comprovem renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa, ou de 100%, para quem pode comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

É preciso ter participado do último Enem e obtido pelo menos 450 pontos na média geral das provas e mais do que zero na redação. Esse desempenho, por si só, não necessariamente garante a vaga. Os cursos mais concorridos pedem notas maiores.

Podem concorrer os estudantes que fizeram o ensino médio na rede pública ou como bolsistas da rede privada, além de pessoas com deficiência e professores efetivos da rede pública.

As inscrições são gratuitas, feitas pela internet e abrem duas vezes ao ano, depois de sair o resultado do Sisu.

 

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa que arca com parte das mensalidades durante o curso – somente graduações presenciais de faculdade privadas. O aluno adquire uma dívida que só começa a ser paga depois de formado, em muitas parcelas e com juros baixos.

O programa também é voltado para alunos de baixa renda: pode participar quem tenha renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos per capita.

A nota mínima do Enem para se inscrever é de 450 pontos ou mais na média geral das provas, sem ter zerado na redação. O FIES aceita o desempenho de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Para participar, há duas oportunidades por ano e o processo é feito pela internet.

 

Faculdades que aceitam as notas do Enem

Além de trabalharem com os programas ProUni e FIES, as faculdades que sugerimos na lista abaixo também aceitam as notas do Enem para ingresso direto na grande maioria de seus cursos.

Assim, dependendo do seu desempenho no exame, você pode conseguir uma vaga nessas instituições sem ter que prestar o vestibular!

Detalhe: todas elas são reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC).

Veja também:

Descubra se você pode usar as notas antigas do Enem

Você foi bem no Enem? Já decidiu o que vai fazer com as suas notas? Conte tudo aqui para a gente!

Comente