Descubra o que mais cai no Enem

Enem — Escrito por

Preparando-se para o Enem? Dê uma olhada nos conteúdos que mais caem na prova e reforce os seus estudos!

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) permite, a milhares de brasileiros, o acesso ao ensino superior.

O Exame surgiu inicialmente como forma de avaliar o aprendizado dos alunos do ensino médio, em 1998. Mas em 2009, passou de caráter avaliativo para critério de seleção ao preenchimento de vagas em universidades públicas e particulares.

A prova do Enem acontece em duas etapas, que contemplam a redação e quatro principais eixos, com suas respectivas disciplinas:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (inglês ou espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia.
  • Matemática e suas Tecnologias: Matemática.
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia.

É uma grande carga de disciplinas para estudar, não é mesmo? Para te ajudar nessa tarefa, fizemos uma seleção dos conteúdos que caem com mais frequência no Enem. Confira!

O que mais cai no Enem? Veja os conteúdos mais cobrados dos últimos oito anos

A seguir, organizamos, disciplina a disciplina, os conteúdos mais cobrados no Enem. A plataforma de educação SAS divulgou um levantamento dos tópicos e sua incidência, com base nos últimos oito anos.

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Língua Portuguesa

Em Língua Portuguesa, quem mais deu as caras foi leitura e interpretação de texto, seguido de estrutura textual e análise de discurso, com 30% e 18,5% de incidência, respectivamente. Na sequência, encontramos:

  • Leitura e artes: 12,1%
  • Gênero textual: 8,6%
  • Variação linguística: 8,1%
  • Literatura: 7,8%
  • Funções da linguagem: 3,6%
  • Relação intertextual: 3,3%
  • Gramática: 2,7%
  • Semântica: 2,2%
  • Norma culta x norma popular: 2.1%
  • Figuras de linguagem: 1,1%

Inglês

Leitura e interpretação de textos e leitura e interpretação de cartoons, charges e tirinhas são as duas primeiras colocadas, com incidência de 51,3% e 12,5% nos últimos oito anos, respectivamente. Na sequência, temos:

  • Domínio lexical: 12,3%
  • Análise e interpretação de poemas e canções: 10%
  • Identificação da função do texto: 7,5%
  • Diversidade linguística: 5%
  • Diversidade cultural: 2,5%

Espanhol

Na linha de frente, temos compreensão e interpretação textual e semântica e domínio lexical, com 57,5% e 13,8% de incidência. E então, vem:

  • Funções da linguagem: 6,3%
  • Identificação da função do texto: 6,3
  • Leitura e interpretação de charges e tirinhas: 5%
  • Análise de texto literário em prosa: 3,8%
  • Leitura e Artes: 1,3%
  • Figuras de linguagem: 1,3%
  • Diversidade cultural: 1,3%

Matemática e suas Tecnologias

Matemática

Em Matemática, a geometria é o assunto que aparece com mais frequência (24,4%), seguido por escala, razão e proporção (13, 6%) e aritmética (13%). A seguir, temos:

  • Funções: 9,1%
  • Porcentagem: 7,9%
  • Tabelas e gráficos: 7,8%
  • Estatística: 6,8%
  • Probabilidade: 5,8%
  • Equações elementares: 2,6%
  • Análise combinatória: 2,6%
  • Sequências: 2,2%
  • Números reais e inteiros: 1,6%
  • Trigonometria: 1,2%
  • Noção científica: 0,2%
  • Matriz: 0,1%

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Biologia

O tema de maior incidência da Biologia foi humanidade e meio ambiente (18,3%), seguido por citologia (11,9%) e histologia e fisiologia animal e humana (11,2%). Na sequência temos:

  • Biotecnologia: 8,3%
  • Fundamentos da ecologia: 8%
  • Microbiologia: 7,1%
  • Evolução: 5,8%
  • Cadeias e teias (fluxo de energia): 5,4%
  • Biologia Molecular: 4,5%
  • Biomas: 4,2%
  • Genética Mendeliana: 3,5%
  • Botânica: 3,5%
  • Genética molecular: 2,2%
  • Reprodução e embriologia: 1,9%
  • Método científico: 1,3%
  • Taxonomia: 1%
  • Zoologia: 0,6%
  • Origem da vida: 0,6%
  • Indicadores sociais: 0,3%
  • Legislação e cidadania: 0,3%

Química

Química geral e físico-química foram os temas identificados com maior incidência nas provas dos últimos anos, ambos com 24,8%. Na sequência, temos:

  • Química orgânica: 18,5%
  • Meio ambiente: 12,1%
  • Energia: 8,4%
  • Atomística: 6%
  • Água: 5,4%

Física

Na Física, os assuntos com maior incidência foram:

  • Mecânica: 28,9%
  • Eletricidade e energia: 25,5%
  • Ondulatória: 20,1%
  • Termologia: 16,7%
  • Óptica: 8,8%

Ciências Humanas e suas Tecnologias

História

Os conteúdos de História que mais apareceram no Enem foram Idade Contemporânea (15,2%), Brasil Colônia (9%), Brasil Império (7,4%), história política (7,2%), patrimônio histórico cultural e memória (6,1%), e:

  • Era Vargas: 5,3%
  • Movimentos sociais: 5,3%
  • Primeira República: 4,8%
  • Idade Antiga: 4,5%
  • Idade Moderna: 4,3%
  • Identidade cultural: 4,3%
  • Idade Média: 3,2%
  • Tecnologia da informação e meios de comunicação: 3,2%
  • Cidadania: 3,2%
  • Ditadura Militar: 2,9%
  • História da América: 2,1%
  • Brasil República: 2,1%
  • Identidade nacional: 1,9%
  • Antropologia: 2%
  • Direitos humanos: 1,6%
  • Nova República: 1,3%
  • República liberal: 1,1%
  • Questão indígena: 1,1%
  • Democracia: 0,8%
  • Formação dos estados nacionais: 0,3%

Geografia

Geografia agrária e meio ambiente encabeçam os conteúdos com mais questões nas últimas edições do Enem, ambos com incidência de 18%. Seguindo esses conteúdos, temos:

  • Questões econômicas e globalização: 14%
  • Geografia urbana: 10%
  • Geopolítica: 9%
  • Geografia física: 9%
  • Demografia e cultura: 8%
  • Tecnologia, transportes e comunicação: 5%
  • Indústria: 4%
  • Energia: 4%
  • Cartografia: 2%

Sociologia

Mundo do trabalho aparece em primeiro lugar, com 24,5% de incidência nas questões. O tema vem seguido por ideologia (13,2%), cidadania (12,3%), meios de comunicação, tecnologia e cultura de massa (11,3%) cultura e indústria cultural (10,4%) e:

  • Movimentos sociais: 8,5%
  • Identidade de gênero: 7,5%
  • Organização científica do trabalho (Taylorismo e Fordismo): 5,7%
  • Desigualdades sociais: 4,7%
  • Confronto de terra e violência: 1,9%

Filosofia

Ética e justiça é o tema que mais aparece em questões de Filosofia, com incidência de 21%. Os conteúdos que vêm a seguir são natureza do conhecimento (13%) e democracia e cidadania, também com 13%. Os demais:

  • Filosofia contemporânea: 12%
  • Filosofia moderna: 10%
  • Filosofia antiga: 14%
  • Relações de poder: 7%
  • Intolerância: 5%
  • Surgimento da Filosofia: 3%
  • Filosofia medieval: 2%

Ter essas informações ajuda a montar um bom plano de estudos, com atenção especial aos pontos mais importantes do conteúdo.

Mas como saber a quantidade de questões que já apareceram nas edições anteriores de cada conteúdo? Basta pegar a porcentagem e dividir por 0,3%! Exemplo: o tema Idade Moderna tem incidência de 4,3%, essa porcentagem dividida por 0,3% dá 14,33, ou seja, o tema apareceu 14 vezes nas últimas oito edições do exame, aproximadamente.

Nesse caso, há probabilidade de que o tema apareça na edição atual, já os temas que têm incidência de 1,2% ou menos de 1% podem ou não aparecer.

Nossas dicas são:

  • Ganhe tempo! As técnicas de leitura e interpretação valem tanto para a Língua Portuguesa quanto para as estrangeiras;
  • Apesar das listas serem grandes, você pode associar conteúdos relacionados. Alguns conteúdos aparecem em disciplinas diferentes, como História e Sociologia, por exemplo.
  • Organize-se! Não há outra forma que resulte em produtividade. A falta de organização deixará você perdido em algum ponto, com conteúdos confusos em sua cabeça.

Onde você pode estudar usando a nota do Enem

Com a nota do Enem você pode entrar nas universidades via Sisu ou ProUni. No entanto, há algumas universidades privadas que garantem o acesso direto com a nota do Exame.

Conheça algumas dessas instituições:

Leia também:

Enem 2018 – saiba quais as notas de corte para cada curso

Posso usar o Enem de anos anteriores?

Você gostou de saber o que mais cai no Enem? Conte pra gente nos comentários!

Comente