O que posso fazer com a nota do Enem?

Enem — Escrito por

Você sabia que pode usar a nota do Enem para participar de vários programas de acesso à educação do Governo Federal? São processos seletivos para cursos superiores e técnicos gratuitos, bolsas de estudo de graduação no Brasil e no exterior, financiamento estudantil a juros baixos e dá até para conseguir o diploma do ensino médio só com a nota do Enem!

O Exame Nacional do Ensino Médio está cada vez mais importante para os estudantes brasileiros e ter uma boa nota pode aumentar suas chances de continuar seus estudos.

Conheça tudo o que você pode fazer usando a nota do Enem!

Entrar na universidade pública com a nota do Enem, sem fazer o vestibular

Duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre, abrem as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), um processo seletivo que usa a nota do Enem para classificar candidatos a uma vaga em universidades públicas.

Muitas instituições tradicionais, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), já substituíram totalmente o vestibular tradicional pelo Sisu. Outras aderiram ao programa reservando um percentual das suas vagas para o Sisu.

O processo do Sisu é totalmente informatizado, gratuito e feito pela internet. Basta se inscrever usando a mesma inscrição e senha do Enem no ano anterior que o sistema calcula a nota dos concorrentes e seleciona aqueles que tiveram o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio.

Para se inscrever no Sisu, você precisa ter feito o Enem no ano anterior e ter obtido nota maior do que zero na redação. Alguns cursos exigem uma nota mínima no Enem para concorrer a uma de suas vagas e essa informação pode ser consultada no momento da inscrição.

Quanto maior a sua nota do Enem, maiores as chances de conseguir entrar na universidade pública pelo Sisu e são muitos os cursos disponíveis. Existem vagas do Sisu até para aqueles cursos mais concorridos dos vestibulares, como Medicina, Direito e Engenharia!

Entrar em faculdade privada com a nota do Enem, sem fazer vestibular

Não são apenas as universidades públicas usam a nota do Enem para selecionar candidatos a uma vaga na graduação. Faculdades privadas também aceitam a pontuação no Enem para complementar o vestibular, ou até mesmo substituir totalmente as provas.

A informação costuma ser publicada nos sites das faculdades, em itens como “Vestibular” ou “Formas de Ingresso”. Algumas exigem pontuação mínima nas provas e/ou na redação do Enem.

Veja algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem para ingresso direto:

Complementar a pontuação do vestibular com a nota do Enem

Algumas universidades, inclusive públicas, como a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), consideram a nota do Enem como bônus para os candidatos do vestibular tradicional.

O cálculo e o peso dado às notas do Enem para contar pontos no vestibular variam entre as instituições e, na dúvida, o melhor a fazer é consultar as regras do processo seletivo da universidade em que você quer ingressar. Em muitos casos, ter uma boa nota no Enem pode fazer a diferença na hora de conseguir passar no vestibular.

Conseguir bolsa de estudo em faculdade privada com a nota do Enem

O Programa Universidade para Todos (Prouni) atrai milhares de candidatos a cada edição. Criado pelo Governo Federal, o ProUni oferece bolsas de estudo para alunos de baixa renda em universidades pagas de todo o Brasil.

As inscrições para o ProUni acontecem duas vezes por ano, normalmente nos meses de janeiro e junho, e são gratuitas. Quem quiser participar deve cumprir alguns requisitos de renda familiar mensal (máximo de três salários mínimos por pessoa) e ter feito o Enem no ano anterior, com pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação.

O ProUni concede dois tipos de bolsa:

  • Bolsa integral (100% da mensalidade) para estudantes com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio.
  • Bolsa parcial (50%) para estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos.

 

Obter financiamento do FIES para pagar a faculdade particular

Uma das iniciativas do Governo Federal para ampliar o acesso ao ensino superior e ajudar financeiramente aqueles estudantes que não têm condições de pagar a faculdade particular, o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) oferece financiamentos a juros mais baixos do que os praticados pelo mercado.

Para participar do FIES, além de ter uma renda familiar bruta mensal de no máximo 2,5 salários mínimos por pessoa, é preciso ter feito o Enem a partir de 2010, com desempenho mínimo de 450 pontos na média das provas e não ter zerado na redação.

Quem consegue o FIES paga somente o valor referente aos juros do empréstimo enquanto estiver estudando. A dívida do FIES só precisa começar a ser paga depois de o estudante se formar. O prazo para o pagamento do FIES é de vários anos.

Cursar o ensino técnico gratuito com a nota do Enem

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) é um processo seletivo semelhante ao do Sisu, que usa as nota do Enem para classificar os candidatos, mas voltado para cursos de nível médio técnico. As inscrições do Sisutec abrem duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre, e para participar é necessário ter feito o Enem.

O Sisutec dá acesso aos cursos de nível médio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec.

Conseguir bolsa no exterior com a nota do Enem

A nota do Enem continua a ser importante até mesmo para quem já entrou na faculdade. Pelo programa Ciência sem Fronteiras, alunos brasileiros de graduação e pós-graduação podem conseguir bolsas no exterior. Além de comprovar um bom histórico escolar, para participar é obrigatório ter feito o Enem e ter obtido pelo menos 600 pontos no exame.

 

E você? Vai usar a nota do Enem para participar de algum desses programas? Conte para a gente nos comentários!

Tags: , , , , , ,

Comente