O ProUni já beneficiou quase 2 milhões de estudantes desde a sua criação, em 2004. Conseguir uma vaga nesse programa e não precisar pagar a faculdade é o sonho de muita gente, mas às vezes as informações sobre o processo seletivo não são tão claras.

O regulamento não tem mudado muito nos últimos anos, mas é preciso ficar esperto e prestar atenção em todos os detalhes para garantir o benefício.

Para deixar você por dentro de tudo, preparamos este guia com tudo o que você precisa saber sobre o ProUni. Acompanhe!

 1. O que é o ProUni?

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) é uma iniciativa do Governo Federal que distribui bolsas a estudantes de baixa renda, ampliando o acesso ao ensino superior.

2. Quando acontece o ProUni?

As inscrições para o ProUni geralmente ocorrem em janeiro (para os estudantes que irão iniciar seus estudos na faculdade no primeiro semestre do ano) e em junho (válido para o início das aulas no segundo semestre letivo).

3. Quanto custa participar do ProUni?

A inscrição é gratuita e deve ser feita exclusivamente pela internet, na página do ProUni. O candidato pode pesquisar as instituições e cursos com oferta de bolsas durante o período de inscrições do processo seletivo.

4. Quem pode se candidatar ao ProUni?

Para se candidatar ao ProUni, o estudante deve obter um bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, precisa ter feito todo o ensino médio na rede pública ou como bolsista integral na rede particular e cumprir o requisito de renda familiar mensal.

5. Qual é a nota mínima necessária no Enem para se inscrever no ProUni?

O desempenho mínimo para se candidatar ao ProUni é de 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação do Enem mais recente.

No entanto, só essa pontuação não garante a bolsa, uma vez que os cursos mais concorridos muitas vezes possuem notas de corte bem mais altas.

6. Como funcionam as notas de corte?

A nota de corte é a menor nota possível para conseguir uma vaga. A partir do segundo dia de inscrições do ProUni, o participante pode consultar as notas de corte parciais para o curso pretendido.

A nota de corte é calculada da seguinte maneira: o sistema compara o desempenho no Enem de todos os candidatos que concorrem a uma vaga no mesmo curso, faculdade, campus, turno e modalidade de concorrência (cotas ou não) e faz uma pré-classificação.

É interessante acompanhar a oscilação da nota de corte todos os dias. Enquanto durarem as inscrições é possível mudar a opção de curso, turno e faculdade para ter mais chances de conseguir uma bolsa. O sistema vai considerar sempre a última opção que o candidato salvou.

7. Posso apresentar as notas de qualquer Enem para me inscrever no ProUni?

Para se inscrever no ProUni é necessário apresentar a nota da edição mais recente do Enem.

8. Quais os tipos de bolsa oferecidas pelo ProUni?

O ProUni oferece dois tipos de bolsa: integral (mensalidade 100% custeada pelo governo) e parcial (o governo paga 50% do valor da mensalidade). Elas são concedidas de acordo com a renda do estudante.

9. Quais são os requisitos de renda para participar do ProUni?

Para se inscrever no ProUni, o candidato precisa ter renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa para se candidatar a uma bolsa integral e até 3 salários mínimos por pessoa para concorrer a uma bolsa parcial.

10. O ProUni tem vagas reservadas para cotistas?

Sim, o ProUni possui cotas para negros, pardos, indígenas e deficientes.

11. Não fui aprovado no ProUni. Posso tentar a próxima edição?

Pode. O ProUni não possui limite de tentativas, nem idade máxima para inscrição. Desde que cumpra os requisitos de inscrição, você poderá participar quantas vezes quiser.

12. Já sou formado no ensino superior. Posso me inscrever no ProUni?

Não. O ProUni tem o propósito de facilitar o acesso ao ensino superior privado para aqueles que ainda não possuem um diploma universitário.

13. Estou cursando uma universidade pública. Posso tentar o ProUni?

Pode. No entanto, se você for aprovado, terá que escolher se continuará cursando a universidade pública ou se irá estudar na faculdade privada onde conseguiu a bolsa, uma vez que não é permitido ao bolsista do ProUni cursar o ensino superior público gratuito.

14. O ProUni concede bolsa para pós-graduação?

Não. O ProUni oferece bolsas exclusivamente para cursos de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnológico).

15. O ProUni tem bolsa para EAD?

Sim. O ProUni concede bolsas para o ensino a distância. No entanto, lembramos que todo curso EAD requer que algumas atividades (como provas e aulas de laboratório) sejam realizadas no polo de apoio presencial e a bolsa não cobre os gastos com deslocamento, equipamentos, internet, etc.

16. Qual a diferença entre ProUni e Sisu?

O ProUni e o Sisu são programas criados pelo Governo Federal para facilitar o acesso ao ensino superior. A diferença é que o ProUni permite ingresso no ensino superior privado e possui limite de renda, enquanto o Sisu oferece vagas em universidades públicas e não possui limite de renda para inscrição.

17. Qual a diferença entre ProUni e Fies?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é outra iniciativa do Governo Federal que amplia o acesso ao ensino superior privado. No entanto, trata-se de um financiamento estudantil a juros mais baixos que os praticados pelo mercado e o estudante deve devolver esse valor ao Governo no período determinado pelo contrato.

18. Posso usar o ProUni e o Fies ao mesmo tempo?

Sim. O bolsista parcial do ProUni pode usar o FIES para pagar a outra metade da mensalidade, desde que o FIES seja para o mesmo curso e faculdade onde o estudante tem a bolsa do ProUni e a soma dos dois benefícios não ultrapasse o valor da mensalidade com desconto.

19. Fui aprovado no ProUni. O que faço agora?

Se você for pré-selecionado para a bolsa, parabéns! Agora o próximo passo é se dirigir à faculdade onde conseguiu o benefício, levando os documentos para comprovação das informações declaradas na sua ficha de inscrição do ProUni.

Fique atento às datas e aos documentos que devem ser apresentados, pois quem não comprova as informações, ou perde algum dos prazos, perde também o benefício.

20. O que é a Bolsa Permanência?

A Bolsa Permanência é uma ajuda extra, destinada a estudantes com bolsa integral do ProUni. O objetivo é auxiliar o aluno a pagar outras despesas educacionais, como livros, transporte e materiais de estudo.
Para candidatar-se a Bolsa Permanência o aluno deverá estar matriculado em cursos presenciais com no mínimo seis semestres de duração e cuja carga horária média seja igual ou superior a seis horas diárias de aula, de acordo com os dados cadastrados pela instituição de ensino junto ao MEC.

21. Quais faculdades aceitam o ProUni?

Confira a seguir algumas faculdades que participam do ProUni:

Veja também:

Que nota preciso tirar no Enem para conseguir bolsa do ProUni? 

Nosso guia sobre o ProUni foi útil para você? Conte para a gente aqui nos comentários!