Posso participar do Fies Técnico do Pronatec?

Carreiras — Escrito por

O Fies Técnico é um programa do governo federal que tem o objetivo de financiar o acesso de estudantes e trabalhadores empregados ao ensino técnico e profissional. Isso quer dizer que tal iniciativa é uma extensão do Programa de Financiamento Estudantil (FIES), mais divulgado e já corrente, que é voltado para a oferta de linhas de crédito e empréstimos para que os candidatos realizem graduações em instituições privadas de ensino de nível superior. Mas você sabe como funciona e como participar do Fies Técnico?

Para quem é e como funciona o Fies Técnico

O financiamento voltado para os cursos técnicos proporcionará duas modalidades de crédito. Existe a proposta do FIES Técnico-Estudante, o qual é destinado a custear o ensino técnico dos estudantes que tenham completado o ensino médio e tenham o desejo de se aprimorar tecnicamente em cursos não gratuitos em instituições privadas ou no chamado Sistema S (SENAI, SESC, SENAC, entre outros). Mas também há o plano do FIES Técnico-Empresário, que presta financiamentos a empresários que pretendam apostar na capacitação de seus funcionários.

Deste modo, se você é uma pessoa de baixa renda interessada em fazer cursos técnicos ou não possui fundos suficientes para investir no aprimoramento profissionalizante da mão de obra de sua empresa, o FIES Técnico será uma alternativa importante para conquistar esse objetivo. Através do programa, o estudante conseguirá financiar de 50 a 100% de seus estudos, podendo quitar a verba emprestada pela instituição financeira após o término do curso. Então, o público alvo do FIES Técnico é bastante amplo. Se você quiser estudar em um curso técnico ou profissionalizante, mas não tem condições financeiras para isso, bastará se inscrever e aderir ao FIES Técnico.

Como se inscrever para o FIES Técnico

Apesar de tantos benefícios, quem quiser se inscrever no FIES Técnico ainda terá que esperar um pouco. As inscrições não estão abertas no momento, porque o programa ainda não foi regulamentado. Mas a ideia é que siga mais ou menos o mesmo esquema do FIES para o ensino superior, que já existe e funciona muito bem há alguns anos.

Caso esse parâmetro seja seguido, o processo de inscrição para o FIES Técnico começará por um dos sites vinculados ao programa original, que seria o endereço eletrônico do próprio Sistema de Financiamento Estudantil , ou diretamente nos portais dos bancos que funcionam como agentes fomentadores, os quais são atualmente a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Em seguida, os candidatos deverão preencher um cadastro eletrônico e imprimir o protocolo em duas guias, para posteriormente apresentar na instituição parceira do programa. O financiamento, por esta perspectiva, será breve e simples de se cumprir.

O FIES técnico está planejado para operar com juros de 3,4% ao ano, e quando o curso acabar você terá ainda 18 meses de carência para começar a pagar o financiamento realizado. Dessa forma, vai haver tempo suficiente para estudar comodamente, conseguir um emprego na área de formação técnica, para só então começar a juntar dinheiro para quitar o crédito que pegou, com o propósito de custear seus estudos. Agora, basta ter pensamento positivo para que as legislações do FIES Técnico saiam o mais rápido possível, não é?

Ficou com alguma dúvida? Aproveite os comentários abaixo para esclarecê-las!

Tags: , ,

Comente