Muita gente tem o sonho de conquistar um diploma de nível superior. Os preços das mensalidades das faculdades particulares podem dificultar a empreitada, mas não desanime!

Há dois programas de incentivo criados pelo Governo Federal que abrem as portas da educação para a população de baixa renda: o ProUni e o FIES. Juntos, já ajudaram quase 3 milhões de estudantes!

Se você precisa de uma ajudinha para bancar a faculdade, este guia é para você!

Contamos a seguir tudo o que você precisa saber sobre o ProUni e o FIES: o que é e como funciona cada um deles, quem pode participar, se dá para usar os dois juntos e quais são as faculdades onde você vai poder estudar com esses benefícios!

Sobre o ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma iniciativa que facilita o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior privado por meio de bolsas de estudo integrais ou parciais.

Os candidatos ao benefício são selecionados a partir do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Requisitos para inscrição no ProUni

Para se inscrever no ProUni, o estudante deve ter um bom desempenho na edição do Enem mais recente (pelo menos 450 na média das provas e não ter zerado a redação). Além disso, não pode ter diploma de nível superior, deve ter feito todo o ensino médio em escola da rede pública ou ter estudado como bolsista integral em escola particular, e atender aos seguintes critérios de renda:

  • Renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa, para solicitar bolsa integral
  • Renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa, para solicitar bolsa parcial.

Quando acontece o ProUni

O ProUni ocorre duas vezes por ano, geralmente em janeiro e em junho. O processo seletivo de janeiro seleciona os estudantes que vão iniciar as aulas no primeiro semestre, enquanto o de junho concede bolsas para quem vai começar a estudar no segundo semestre letivo.

Notas de corte do ProUni

As notas de corte do ProUni variam a cada edição e dependem da faculdade, curso e turno escolhidos. Quanto maior a sua nota no Enem, maior a chance de conseguir uma bolsa. Graduações muito procuradas, como Medicina e Direito, podem ter nota de corte perto de 800 pontos, mas dá para encontrar vagas que aceitam notas próximas aos 450 pontos.

ProUni e pós-graduação

O ProUni não oferece bolsas para pós-graduação, somente para cursos de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnológico).

ProUni e EAD

Caso esteja pensando em fazer um curso de ensino a distância, saiba que o ProUni também oferece bolsas para esta modalidade. Lembre-se apenas de que todo curso EAD requer que o aluno vá ao polo de apoio presencial para realizar algumas atividades (como provas e aulas em laboratório) e que o ProUni não cobre os custos com deslocamento, material, acesso à internet, computadores, etc.

Sobre o FIES

O FIES é o Fundo de Financiamento Estudantil, outra iniciativa do Governo Federal que ajuda a bancar a faculdade privada. Também é destinado à população de baixa renda e oferece crédito estudantil a juros mais baixos do que os cobrados no mercado. A dívida só começa a ser quitada após a formatura.

O processo seletivo do FIES também usa a nota do Enem como critério de classificação.

Quem pode se inscrever no FIES

Pode concorrer ao FIES quem tem renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos e atende ao requisito de desempenho no Enem: pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero em qualquer edição do Exame a partir de 2010.

Quando ocorre o FIES

O processo seletivo do FIES normalmente ocorre entre o final de janeiro e início de fevereiro, para os financiamentos do primeiro semestre, e no final de junho ou início de julho, para os financiamentos do segundo semestre letivo. As inscrições costumam abrir logo após a divulgação do resultado do ProUni.

Notas de corte do FIES

As notas de corte do FIES são semelhantes às do ProUni: quanto maior for sua pontuação no Enem, mais chances você tem de entrar no curso de sua preferência. Fique atento: a partir do segundo dia de inscrição, é possível acompanhar pelo site a oscilação das notas de corte. Dá para trocar a opção de vaga para aumentar suas possibilidades de conquistar um financiamento!

FIES e pós-graduação

Muito se falou sobre abrir o FIES para cursos de pós (mestrado, doutorado, especialização, MBA). No entanto, no momento, o benefício só pode ser usado para cursos de graduação, que podem ser de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo.

FIES e EAD

Por enquanto ainda não é possível usar o FIES para financiar seu curso EAD. O benefício está disponível apenas para graduações presenciais.

Posso usar o ProUni e o FIES ao mesmo tempo?

Pode, desde que o FIES seja para o mesmo curso e faculdade onde o estudante tem a bolsa parcial do ProUni e a soma dos dois benefícios não ultrapasse o valor da mensalidade com desconto.

Faculdades que participam do ProUni e do FIES

Confira a seguir algumas faculdades que participam do ProUni e do FIES:

Veja também:

Como fazer transferência de curso pelo ProUni 

Ficou mais claro para você como funcionam o ProUni e o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!