O ProUni é grátis? Vou pagar alguma coisa enquanto estudo? Preciso devolver o dinheiro ao governo? Saiba agora todas as respostas!

Há anos o ProUni vem abrindo as portas das faculdades privadas para muitos alunos de baixa renda em nosso país. Sem as bolsas de estudo, o sonho de fazer um curso superior, em alguns casos, seria impossível. 

O processo seletivo do Programa Universidade para Todos é minucioso e conta com diversas etapas e verificações para que o subsídio liberado pelo governo federal seja bem empregado e destinado a quem realmente precisa.

A pergunta que iremos responder hoje é: o ProUni é grátis? Veremos o que você precisa ou não pagar para começar sua faculdade em 2020. Acompanhe!

Como funcionam as bolsas do ProUni?

Existem dois tipos de bolsas do ProUni: a integral (100%) e a parcial (50%).

Ambas exigem pré-requisitos do candidato, tais como:

  • Não ter nenhum diploma de nível superior.
  • Ter realizado a prova mais recente do Enem e ter alcançado a pontuação mínima de 450 nas questões objetivas e nota acima de zero na redação.
  • Comprovação de renda familiar bruta de até 2,5 salários mínimos per capita para bolsa integral e 3 salários mínimos per capita para bolsa parcial.

Além disso, outros dados socioeconômicos são verificados, como:

  • Se o candidato estudou durante todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola particular.
  • Se o candidato é professor da rede pública, assim pode concorrer a bolsas de cursos de licenciatura.
  • Se o candidato tem alguma deficiência ou se ele se declara preto, pardo ou indígena – para concorrer às vagas reservadas para essas cotas.

A comprovação de renda e os outros requisitos definem o tipo de bolsa que o candidato poderá receber, junto com o mínimo de pontos do Enem para passar no curso escolhido.

Sendo assim, as bolsas integrais garantem o pagamento total das mensalidades, ou seja, o aluno não pagará nada até o final da faculdade. É grátis!

Já as bolsas parciais, como já diz o nome, cobrem apenas metade das despesas com as mensalidades e o restante precisa ser pago pelo aluno. Assim, 50% é pago pelo programa e 50% é pago pelo aluno!

Ao final da graduação não é necessário devolver nenhum dinheiro ao governo, já que a bolsa é um benefício que faz parte do orçamento do Ministério da Educação, destinado a esse propósito.

A inscrição do ProUni é grátis?

Sim. Desde o início do processo seletivo, todas as etapas são gratuitas para todos os participantes. Basta o candidato entrar no site do ProUni no período de inscrições e seguir os seguintes passos:

  • Preencher os seus dados.
  • Colocar seu número de inscrição e senha do Enem para carregar a sua pontuação.
  • Responder aos questionários para classificação socioeconômica.
  • Escolher duas opções de cursos (presenciais ou a distância), em ordem de preferência.

As notas de corte são divulgadas durante os dias do processo, e você pode mudar a sua escolha de curso quantas vezes quiser, sem pagar nada por isso também.

O mínimo de pontos no Enem para participar, como já dissemos, é de 450 e nota acima de zero na redação, mas sempre é bom garantir uns pontinhos a mais, principalmente em um processo seletivo concorrido como esse, considerando que as notas de corte de cada curso geralmente são mais altas que a pontuação necessária para participar do programa.

O ProUni cobre mais alguma coisa além das mensalidades?

Essa é uma questão que os candidatos precisam ficar atentos. Dependendo da bolsa, o ProUni cobrirá parte ou o valor integral da mensalidade, mas sabemos que há outras despesas para os alunos.

Cursos em outras cidades exigem transporte ou moradia, o que o programa não cobre. Assim, se você pensa em fazer uma graduação em uma cidade distante, precisará arcar com esses gastos. Podemos citar também gastos com:

  • Alimentação.
  • Livros e materiais didáticos: cadernos, instrumentos, xerox etc.
  • Atividades extracurriculares

Em alguns casos, o candidato pode conseguir uma ajuda de custo, que se chama Bolsa Permanência do ProUni.

No entanto, essa ajuda é para pagar pequenas despesas relacionadas aos estudos e tem um valor bem baixo, que não ultrapassa o montante de uma bolsa de iniciação científica, que hoje está em R$ 400 pelo CNPq, com a mesma média em outras agências de fomento.

Para pedir esse benefício, é preciso ser bolsista integral do ProUni e estar matriculado em um curso presencial que tenha a duração mínima de 6 semestres e carga horária média de 6 horas por dia.

Todos os meses acontecem seleções para a Bolsa Permanência do ProUni, mas a quantidade de bolsas que será liberada depende do orçamento do MEC.

Onde estudar com bolsa do ProUni?

Para saber exatamente quais faculdades privadas aderiram ao ProUni, é preciso esperar as datas do processo seletivo e conferir as vagas disponibilizadas. 

Normalmente, as que já participaram das edições dos anos anteriores  costumam oferecer bolsas integrais e parciais.

Se você já conhece ou está de olho em uma vaga, em uma faculdade específica,  para saber mais detalhes, entre em seu site. 

A concorrência no ProUni é grande, afinal, quem não quer fazer um curso superior sem pagar as mensalidades?

Mas não desanime,porque se você não conseguir, existem opções de faculdades que oferecem bolsas e ingresso direto. Veja a seguir.

Como conseguir uma bolsa pelo ingresso direto?

Sua nota do Enem, além de lhe permitir concorrer às bolsas do ProUni, pode ajudar a conquistar uma vaga em uma faculdade privada, com bolsa e sem vestibular!

Para o ingresso direto, não é preciso que você tenha a pontuação da última edição, são válidas as provas desde 2010. 

O mínimo de pontos exigidos são de 300 em média, com nota acima de zero na redação.

Mesmo que não tenha prestado o Enem, todas as faculdades têm os seus vestibulares e provas internas. Ah, e que também oferecem bolsas!

Quer conhecer algumas? Veja abaixo as que selecionamos para você:

Essas faculdades são reconhecidas pelo MEC e têm excelentes cursos de graduação, tanto presenciais quanto a distância, além, é claro, de oferecem bolsas próprias e bons descontos para você começar a sua graduação!

Para saber como usar a sua pontuação do Enem e entrar direto, é só conferir as regras nos sites dessas universidades e entrar em contato pelo atendimento on-line ou no polo mais próximo de sua casa.

Não deixe passar a oportunidade de entrar em uma faculdade ainda esse ano! 

Veja também:

Entenda como funcionam as notas de corte do ProUni

Conheça as faculdades a distância que aceitam o ProUni

Agora que você já sabe que o ProUni é totalmente grátis em alguns casos, deixe um comentário falando se a sua nota do Enem é suficiente para tentar uma bolsa 100% do programa.