Saiba tudo sobre a prova do Enem 2016

Enem — Escrito por

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 está chegando! As provas serão aplicadas em novembro e o futuro profissional de muita gente será decidido naquele fim de semana.

Como você está se preparando para encarar a maratona de provas no fim do ano? Talvez já deva saber que apenas estudar as matérias do ensino médio não basta! O Enem é um exame complexo e exige do candidato pensamento analítico, informação e capacidade de argumentar.

Isso sem falar nos tantos outros procedimentos que o candidato precisa conhecer para não perder nenhum detalhe das provas.

Pensando nisso, preparamos um pequeno guia para ajudar você a ficar por dentro de tudo o que é preciso fazer para se dar bem no Enem – do conteúdo das provas até a data de divulgação dos resultados. Confira!

 

1. Realização das provas do Enem 2016

As provas do Enem deste ano acontecem nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo).

Elas serão distribuídas da seguinte forma:

Dia 5 de novembro (sábado):

  • 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias

 

Dia 6 de novembro (domingo):

  • Redação
  • 45 questões de Matemática e suas Tecnologias
  • 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

 

Também é preciso ficar bem atento aos horários das provas:

  • Nos dois dias do Enem, os portões dos locais de prova abrirão às 12h e fecharão pontualmente às 13h (horário de Brasília). Os atrasados vão ficar de fora do Exame, mesmo que tenham a melhor desculpa do mundo.
  • No dia 5 de novembro, as provas começam às 13h30 e terminam às 18h.
  • No dia 6 de novembro, os candidatos terão uma hora a mais, das 13h30 às 19h.

 

2. Local das provas do Enem 2016

Você ficará sabendo qual o seu local de prova no Cartão de Confirmação da Inscrição, disponível desde o dia 19 de outubro.

Os candidatos devem acessar a Página do Participante do Enem, baixar e imprimir o cartão. Também podem fazer a consulta pelo aplicativo para smartphones disponibilizado pelo MEC.

O cartão traz informações sobre sua participação no Enem: nome, documento, local de realização das provas, tipo de solicitação especial (se houver), opção de obter o certificado de conclusão do ensino médio (para quem parou os estudos e vai usar o Enem para obter esse documento).

É recomendável levar o cartão de confirmação de inscrição nos dias de prova.

 

3. O que é preciso estudar para as provas do Enem 2016

O Edital do Enem 2016 traz uma lista com todas as matérias que podem cair na prova. Aqui preparamos um breve resumo (veja bem: é apenas um resumo) para você ter ideia do que estudar nos próximos dias:

 

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

  • Norma culta da Língua Portuguesa
  • Construção de textos e recursos da língua
  • Gêneros textuais
  • Literatura brasileira
  • Artes visuais, dança, teatro, música
  • Exercício físico, saúde, esporte e expressão cultural
  • Tecnologia da comunicação e informação

 

Ciências Humanas e suas Tecnologias

  • Escravidão
  • Revoluções sociais e políticas
  • Sistemas políticos do século XX
  • Movimentos culturais
  • Feudalismo
  • Capitalismo
  • Socialismo
  • Economia brasileira
  • Revolução industrial e industrialização brasileira
  • Recursos minerais e energéticos
  • Impacto ambiental
  • Solo, relevo, clima

 

Matemática e suas Tecnologias

  • Funções do 1° e do 2° graus
  • Geometria geral
  • Álgebra geral
  • Funções trigonométricas
  • Fatoração, porcentagem e juros
  • Equações e inequações
  • Conjuntos numéricos
  • Probabilidade
  • Representação e análise de dados
  • Gráficos e funções

 

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

  • Compostos de carbono
  • Propriedades dos materiais
  • Transformações químicas
  • Leis da Física
  • Movimento e equilíbrio
  • Trabalho, energia e potência
  • Fenômenos elétricos e magnéticos
  • Mecânica
  • Calor e fenômenos térmicos
  • Células, moléculas e tecidos
  • Origem e evolução da vida
  • Ecologia
  • Ciências ambientais

 

Redação

Na prova de redação, os candidatos têm de escrever sobre algum tema de cunho político, econômico, social e/ou cultural que esteja em discussão no Brasil ou no mundo.

Os avaliadores levam em conta o domínio da norma culta da Língua Portuguesa, a capacidade de debater o tema, organizar a estrutura do texto, fazer uso de recursos linguísticos e, por fim, propor uma intervenção social para o problema que respeite os direitos humanos.

 

4. Como serão corrigidas as provas do Enem 2016

As provas do Enem são corrigidas em etapas e modelos distintos. Veja como funciona:

  • As provas objetivas são submetidas a um modelo complexo denominado Teoria de Resposta ao Item (TRI), que analisa a quantidade de acertos e a coerência de respostas de todos os candidatos. Na TRI, cada questão tem uma pontuação diferente que muda de acordo com o conhecimento do candidato em relação ao tema. As questões consideradas fáceis somam menos pontos que as consideradas médias ou difíceis. No entanto, se o sistema identificar que o candidato está “chutando”, então as questões médias ou difíceis passam a valer menos. Por isso é comum encontrar pessoas que tiveram a mesma quantidade de acertos e notas diferentes.
  • Já as provas de redação são corrigidas no modelo tradicional, uma a uma, por pelo menos dois avaliadores distintos. Eles não têm como saber quem é o autor do texto e também não têm acesso à avaliação do colega. A redação é avaliada em cinco itens, cada um valendo 200 pontos: 1) domínio da língua; 2) desenvolvimento do tema; 3) uso de recursos linguísticos; 4) capacidade de articular ideias e 5) proposta de intervenção social.

 

 

5. Divulgação dos resultados do Enem 2016

A divulgação dos resultados do Enem 2016 já tem data para acontecer: 18 de janeiro de 2017.

Só depois que os resultados são divulgados é que o candidato vai saber a nota exata que tirou em cada uma das quatro provas e na redação, acessando o Boletim de Desempenho Individual na Página do Participante do Enem.

Em seguida, poderá usar a nota para participar dos diversos processos seletivos que utilizam a nota do Exame como critério de classificação. Conheça os principais:

 

6. Onde usar a nota do Enem 2016

Com a nota do Enem 2016, o candidato poderá participar dos seguintes processos seletivos:

  • Sisu (Sistema de Seleção Unificada), para disputar uma vaga em uma das mais de 130 universidades públicas participantes.
  • ProUni (Programa Universidade para Todos), para tentar bolsa de estudo parcial ou integral em universidades privadas.
  • FIES (Fundo de Financiamento Estudantil), para financiar o curso de graduação em universidade privada a juros abaixo da média do mercado.

É possível ainda usar a nota para obter ingresso direto em universidades privadas ou ganhar pontos adicionais no vestibular tradicional de algumas instituições públicas que ainda não participam do Enem.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso direto:

Veja também:

Saiba tudo sobre o edital do Enem 2016

 

Está animado para encarar o Enem 2016? Conte para a gente nos comentários!

Comente