Descubra qual a nota do Enem para passar em Serviço Social

Enem — Escrito por

Serviço Social está entre os cursos que mais recebem estudantes no país. A cada ano chegam cerca de 60 mil novos futuros profissionais às salas de aula de universidades brasileiras.

Entre os motivos para tanto sucesso podemos citar a versatilidade do profissional, que pode trabalhar em diversas áreas, a grande oferta de cursos tanto nas faculdades públicas quanto nas particulares e, claro, as diversas formas de estudar Serviço Social: presencial, semipresencial ou a distância.

Quem fez o Enem e quer tentar vaga nesse curso vai ficar feliz em saber que há oportunidades para quem teve diferentes desempenhos no exame. Ou seja: mesmo que você não tenha obtido aquele notão no Enem, com uma boa pesquisa você vai conseguir, sim, entrar na faculdade.

E como a gente está aqui para ajudar, fomos atrás das notas médias, máximas e mínimas de Serviço Social nos três grandes processos seletivos do governo federal e ainda mostramos como arranjar uma vaga sem ter que fazer vestibular.

Dê uma olhada a seguir.

Nota do Enem para passar em Serviço Social

Serviço Social não está entre os cursos mais difíceis de conseguir vaga com a nota do Enem.

Isso, claro, é uma boa notícia para quem está interessado em seguir a carreira, mas não significa que o candidato deva baixar a guarda e relaxar.

É que, dependendo do processo seletivo, podem aparecer umas notas de corte bem altas no meio do caminho.

Para não ter que topar com essa situação, você precisa conhecer as pontuações médias em cada um dos processos seletivos que usam o exame – o Sisu, o FIES e o ProUni – e chegar bem preparado às seleções.

Veja a seguir.

Nota do Enem para passar em Serviço Social pelo Sisu

O Sistema de Seleção Unificada, Sisu, distribui vagas em mais de 100 universidades públicas por todo o país. Não é de se espantar, portanto, que seja também o mais concorrido e difícil de passar.

De todas as seleções do governo federal que usam o Enem, esse é o que tem as notas de corte mais altas.

Para passar em Serviço Social pelo Sisu, você precisa apresentar em média 640 pontos.

Nas faculdades mais badaladas, a nota de corte pode mais alta que isso, chegando a quase 740 pontos!

Mas nem tudo aqui é tão difícil quanto parece. Existem diversas instituições onde é possível conseguir vaga com notas que variam de 580 a 620 pontos – bem melhor, não é?

Para participar do Sisu, você precisa ter feito o Enem mais recente e ter tirado nota maior do que zero na redação. Só isso.

A seleção ocorre duas vezes por ano e dura poucos dias. Fique de olho.

Nota do Enem para passar em Serviço Social pelo ProUni

O ProUni é o programa do governo federal que distribui bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares.

Aqui, conseguir vaga em Serviço Social vai exigir um desempenho médio de 560 pontos no Enem.

As disputas mais acirradas podem gerar notas de corte próximas a 700 pontos. Nas mais tranquilas dá para entrar com 450 pontos. É o caso da Anhanguera de Taubaté, onde a nota de corte em edição recente do ProUni foi de 452 pontos.

O ProUni é direcionado a estudantes de baixa renda, que normalmente não poderiam bancar os custos de uma formação superior. Por isso, o Ministério da Educação exige que os participantes se encaixem em critérios de formação escolar e renda familiar.

É preciso ainda ter feito o Enem mais recente, com desempenho de pelo 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

Duas vezes por ano, o governo abre novas vagas pelo ProUni. O programa é o único que também oferece oportunidades em cursos a distância.

Nota do Enem para financiar o curso de Serviço Social pelo FIES

O FIES é um programa de financiamento estudantil que dá uma bela ajuda para pagar a faculdade. Com ele, a conta só começa a ser cobrada depois da formatura. Os juros são abaixo do valor de mercado e a dívida pode ser parcelada em vários anos.

Dos três processos seletivos do governo federal, esse é o menos complicado de conseguir vaga.

Para você ter ideia, a nota média que garante financiamento em Serviço Social é de 510 pontos. É o caso da Universidade Estácio de Sá de Madureira, por exemplo, que em edição recente do FIES teve nota de corte de 502 pontos. Mesmo nas instituições mais disputadas, o valor raramente supera os 650 pontos.

Nas mais tranquilas é possível entrar com 450 pontos.

Só que para participar do FIES é preciso se encaixar em critérios de renda definidos pelo MEC.

O programa ainda exige que o candidato tenha feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos a 450 pontos na média das provas, sem ter zerado na redação.

Aqui também são duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre.

Veja como conseguir vaga em Serviço Social sem dificuldade

Você já viu que entrar em qualquer um dos três processos seletivos do Governo Federal vai exigir um certo esforço.

Mas e se a gente disser que existe ainda outra modalidade de ingresso que usa a nota do Enem e é muito mais rápida, descomplicada e sem qualquer burocracia?

Funciona assim: o interessado em estudar Serviço Social entra no site da faculdade, clica no link do processo seletivo, escolhe a modalidade “ingresso direto” (ou “ingresso com a nota do Enem”) e informa as notas que obteve em cada uma das provas do Enem. Geralmente vale qualquer edição a partir de 2010.

Caso tenha pontuação suficiente, o candidato terá apenas que levar a documentação e fazer a matrícula, sem precisar prestar vestibular.

Viu como é simples?

O ingresso direto está disponível na maioria das faculdades particulares. A pontuação mínima para cada curso varia de instituição para instituição, por isso é bom entrar em contato com o local onde você quer estudar para ter uma ideia da nota de corte para Serviço Social nessa modalidade de ingresso.

Onde estudar Serviço Social com a nota do Enem

No Brasil, não faltam faculdades onde estudar Serviço Social. Em todo o território nacional são mais 350 instituições – sendo a grande maioria delas, cerca de 82%, na rede particular de ensino.

O universo de vagas que elas oferecem é imenso, por isso é preciso ficar bem atento na hora de buscar uma faculdade onde estudar.

Primeiro de tudo, é preciso escolher uma instituição que seja reconhecida e bem avaliada pelo MEC. Esse será seu primeiro passo para ter sucesso no mercado de trabalho.

Depois, procure instituições que participem dos grandes processos seletivos, tenham boa infraestrutura e diversidade de formatos de estudos. Outra dica boa é selecionar aquelas que participam de programas do governo federal, como ProUni e FIES, e ofereçam facilidades de pagamento (descontos, bolsas, convênios, financiamentos).

A gente foi atrás de algumas delas para você.

Confira:

Veja também:

Entenda se dá para fazer ProUni e FIES ao mesmo tempo

Vai tentar vaga em Serviço Social? Em qual processo seletivo? Conte para a gente nos comentários!

Comente