Saiba como funciona o pedido de isenção da taxa do Enem: quando fazer, quem pode solicitar e como ver o resultado.

Milhões de estudantes fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) todos os anos. A organização do exame cobra uma taxa de inscrição de cerca de R$ 90.

Contudo, cerca de 70% dos participantes obtêm isenção dessa cobrança, segundo dados do Inep, instituto responsável pela realização das provas.

Podem pedir isenção da taxa os estudantes que estejam concluindo o ensino médio em escola pública no ano de realização do exame e aqueles que se enquadram em critérios de baixa renda.

Você já está se programando para o Enem 2020 e quer descobrir quando pode pedir a isenção? Explicamos todos os detalhes a seguir. Acompanhe!

Quando será possível pedir a isenção do Enem 2020?

Embora seja necessário esperar a publicação do edital do Enem 2020 – prevista para março – para conhecermos as datas exatas, é muito provável que o calendário de 2020 siga o padrão das últimas edições do Enem.

O período para pedir isenção da taxa do Enem 2020 provavelmente será aberto na primeira quinzena do mês de abril, cerca de um mês antes da abertura de inscrições para todos os participantes.

No mesmo período de abril, os estudantes isentos no ano ano anterior (2019) e que faltaram nos dias de prova poderão apresentar justificativa e solicitar novamente a isenção.

Normalmente, os estudantes têm 10 dias para encaminhar suas solicitações, por meio do site oficial do Enem. O resultado dos pedidos deve ser publicado por volta do dia 15 de abril, com possibilidade de recurso (para quem não teve a solicitação aprovada) na semana seguinte.

É muita informação, certo? Vamos ajudar você a se organizar! Anote as datas prováveis e já definidas do Enem 2020:

Calendário do Enem 2020

  • Publicação do edital pelo Inep: março (provável).
  • Período para pedir isenção da taxa de inscrição: começo de abril (provável). Duração de 10 dias, em média.
  • Resultado das solicitações de isenção: por volta de 15 de abril (provável).
  • Período para recurso referente ao pedido de isenção (para quem teve a solicitação negada): segunda quinzena de abril (provável). Duração de 4 dias, em média.
  • Resultado do recurso referente à isenção: primeira semana de maio (provável).
  • Período de inscrições (para todos os interessados): primeira quinzena de maio (provável), sempre depois da publicação do resultado dos recursos referentes à taxa de isenção.
  • Fim do prazo para pagamento da taxa de inscrição para quem não pediu ou não obteve isenção: por volta de 20 de maio (provável).
  • Divulgação do cartão de confirmação da inscrição, com locais de prova: começo de outubro (provável).
  • Aplicação das provas do Enem digital (fase piloto), somente para quem optou por essa modalidade na inscrição: dias 11 e 18 de outubro (datas já divulgadas pelo MEC).
  • Aplicação das provas do Enem regular (impresso): dias 1 e 8 de novembro (datas já divulgadas pelo MEC).
  • Publicação das notas individuais do Enem 2020: janeiro de 2021 (provável).

Quem faz o pedido de isenção já está inscrito no Enem?

Aqui, muita atenção: mesmo quem solicitar a isenção da taxa do Enem precisará efetuar a inscrição no exame no período definido pelo edital – independentemente de ter a solicitação de isenção aprovada ou não.

Onde ver o resultado do pedido de isenção?

O resultado do pedido de isenção da taxa do Enem é disponibilizado na Página do Participante, dentro do site oficial do Enem (hospedado no portal do Inep).

Para acessar a Página do Participante, é necessário efetuar login, informando CPF e a senha cadastrada pelo estudante.

Quem pode pedir isenção da taxa do Enem?

Os editais das edições mais recentes do Enem permitem a solicitação de isenção nos seguintes casos:

  • Quando o participante está cursando o último ano do ensino médio no mesmo ano em que fará o Enem (no caso, 2020) em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica.
  • Caso o participante tenha feito todo o ensino médio, em anos anteriores, em escola da rede pública ou com bolsa 100% na rede privada e, além disso, tenha renda familiar igual ou inferior a 1,5 salários mínimos por pessoa.
  • Se o participante declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica e estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Esse cadastro tem exigências: renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar mensal total de até 3 salários mínimos. Se esse for o seu caso, você precisará informar o Número de Identificação Social (NIS) ao realizar o cadastro no site do Enem.

O participante que fizer o pedido de isenção pelos critérios de baixa renda deve ter documentos que comprovem a situação informada, como holerites, extratos e comprovantes do INSS. Em caso de fraude, o participante será excluído do exame e pode responder criminalmente.

Onde estudar com a nota do Enem 2020

Seu resultado no Enem pode abrir muitas portas em instituições de ensino superior, sejam elas públicas ou privadas. A nota é usada, por exemplo, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para universidades federais de todo o país.

Nas instituições particulares de ensino superior, o resultado pode ser usado para ingresso direto (sem fazer vestibular) e como critério para distribuição de bolsas de estudos – seja por meio de programas do governo, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), seja em programas de incentivo mantidos pelas próprias faculdades.

Listamos abaixo algumas universidades particulares credenciadas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) que aceitam o Enem como forma de ingresso, trabalham com programas federais e têm sistemas próprios de descontos e bolsas de estudos. Confira e clique para saber mais:

Navegue pelos sites das faculdades acima e informe-se sobre cursos, modalidades de ensino, processos seletivos, bolsas e descontos. Bons estudos e boa sorte!

Leia também:
Veja como descobrir o local de prova do Enem
Confira dicas para conseguir uma boa nota no Enem

Você vai fazer o Enem 2020? Como pretende usar sua nota e que curso deseja fazer? Deixe um comentário contando para a gente!