Veja quando sai e como acessar o edital do Enem 2020. Confira também como usar sua nota para entrar em faculdades públicas e privadas.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) tornou-se a principal porta de entrada do ensino superior brasileiro. 

Além da maioria das universidades públicas e privadas optarem pelo Enem como forma de ingresso, o resultado individual nas provas serve de critério para a distribuição de bolsas e financiamento estudantil.

Portanto, vale muito a pena se organizar e se dedicar aos estudos para ter um bom resultado na próxima edição. 

Se você já está em busca de informações sobre o Enem 2020, podemos lhe ajudar! Reunimos todos os detalhes abaixo, começando pela publicação do edital. Acompanhe!

Quando sai o edital do Enem 2020?

O dia de publicação do edital do Enem é a primeira data importante do calendário do exame. 

O edital, publicado pelo MEC (Ministério da Educação), é o documento que explica todos os critérios e etapas das provas. É o “pontapé inicial” de uma jornada que será concluída apenas em janeiro do ano seguinte.

Se o cronograma do Enem 2020 seguir o padrão das últimas edições do exame, o edital será publicado por volta do dia 20 de março.

Em 2019, o edital saiu no dia 25 de março, uma segunda-feira. Já em 2018, a publicação foi feita em 21 de março, uma quarta-feira.

Como acessar o edital do Enem 2020?

O edital do Enem é publicado no Diário Oficial da União e disponibilizado em formato PDF e em Libras no portal do Inep, instituto responsável pelas provas. Basta acessar a home do portal e clicar no link para o site do Enem 2020, quando ele estiver disponível.

Que informações são publicadas no edital do Enem?

O edital do Enem traz as diretrizes, os procedimentos e os prazos do exame. Veja, a seguir, quais informações você encontrará no documento:

  • Cronograma do Enem 2020, informando as datas para solicitação de isenção da taxa de inscrição, realização de inscrições, pagamento da taxa, pedido de atendimento pelo nome social e aplicação das provas.
  • Horários dos dias de aplicação (abertura e fechamento dos portões, início e término das provas).
  • Regras para a solicitação da taxa de isenção.
  • Objetivos do Exame e possibilidades de uso da nota.
  • Normas para os participantes “treineiros” (estudantes que concluirão o ensino médio apenas depois de 2020).
  • Estrutura do Exame, detalhando as áreas de conhecimento avaliadas e os componentes curriculares. 
  • Regras para atendimento especializado (acessibilidade).
  • Forma de inscrição e prazos.
  • Normas de identificação e conduta nos dias de prova.
  • Critérios de correção e atribuição de notas.
  • Forma de publicação do gabarito e dos resultados individuais.

Novidades para o Enem 2020

O governo federal divulgou, em julho de 2019, que até 2026 o Enem deixará de ser aplicado na forma impressa. Essa mudança será gradual.

Em 2020, será aplicada a versão digital do Enem em fase piloto. As primeiras aplicações digitais serão opcionais: o estudante vai escolher o modelo no momento da inscrição.

Segundo o MEC, nesse primeiro ano de teste, o modelo digital será aplicado para 50 mil pessoas em 15 capitais do país.

Nessa edição, portanto, o Enem terá três aplicações: a digital, a regular e a reaplicação. Este último caso é voltado para candidatos prejudicados por algum problema de organização ou infraestrutura na realização da prova digital – eles terão direito à reaplicação, que ocorrerá em papel.

Datas do Enem 2020 já definidas

A aplicação das provas do Enem 2020 já tem data, de acordo com o MEC. Confira:

  • Enem digital: dias 11 e 18 de outubro.
  • Enem regular (impresso): dias 1º e 8 de novembro.

As datas das demais etapas do Enem 2020 ainda não estão definidas, mas é possível ter uma ideia com base nas últimas edições:

  • Pedidos de isenção da taxa: abril (provável)
  • Inscrições: maio (provável)
  • Resultado: janeiro de 2021 (provável)

Como usar a nota do Enem e onde estudar

Seu resultado no Enem pode ser usado para conseguir uma vaga em universidades públicas ou privadas. Por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), por exemplo, você poderá se cadastrar para concorrer a uma vaga em instituições federais de todo o país.

A nota também é usada como critério de seleção do ProUni (Programa Universidade para Todos) e do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), ambos iniciativas do governo federal. 

Em universidades privadas, também é possível usar a nota do Enem como forma de ingresso direto (sem fazer vestibular). Dependendo do seu resultado, você pode participar de programas de bolsas e descontos das próprias instituições.

Listamos abaixo algumas faculdades particulares reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso. 

São universidades que emitem diplomas válidos em todo o território nacional, aceitos tanto pelo mercado de trabalho privado quanto por concursos públicos e programas de pós-graduação. Confira:

Clique nos links acima e navegue pelos sites das universidades para saber mais sobre cursos, modalidades de ensino, processos seletivos e bolsas de estudo.

Leia também:

Veja onde achar provas anteriores do Enem e como se preparar

Saiba tudo sobre o gabarito do Enem, onde e quando ver

Você já está se preparando para o Enem 2020? Que curso de graduação pretende fazer? Deixe um comentário contando para a gente!