Descubra quando sai o resultado do Enem 2018

Enem — Escrito por

Participou do Enem e não vê a hora de saber a sua nota nas provas? Veja quando o resultado será liberado!

Em sua vigésima edição, o Exame Nacional do Ensino Médio será aplicado nos dias 4 e 11 de novembro, para 5,5 milhões de inscritos confirmados em todo o Brasil.

Mas o que acontece depois das provas? Quando sai o resultado do Enem 2018? Veja quais são as etapas desse processo e as datas previstas para divulgação das notas!

Quando sai o resultado do Enem 2018: gabaritos, notas e espelhos de redação

Para facilitar a compreensão desse processo, podemos dividi-lo em 4 etapas que acontecem ao longo de 4 meses:

  • Publicação dos cadernos de prova e dos gabaritos
  • Divulgação dos resultados individuais
  • Divulgação dos resultados dos treineiros
  • Divulgação dos espelhos de redação

O seu primeiro contato com o resultado será por meio da liberação dos cadernos de prova e seus respectivos gabaritos. Isso ajuda você a ter uma ideia sobre quantos acertos e erros cometeu no Enem de 2018 enquanto aguarda o resultado final.

E quando isso acontecerá? No dia 14 de novembro, esses documentos serão disponibilizados para consulta no site oficial do Inep.

O resultado final chega somente em 18 de janeiro de 2019, quando o Inep divulga o Boletim de Desempenho Individual no Enem para os participantes que não são treineiros.

Nesse boletim, você confere as suas notas das provas de:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Matemática e suas Tecnologias
  • Redação

Em março de 2019, é a vez dos treineiros receberem a sua nota oficial do Enem 2018. O dia exato ainda não foi divulgado. Caso você seja um treineiro, fique de olho nas notícias sobre o resultado do Enem 2018 para saber o dia exato em que poderá acessar  o boletim de desempenho individual online.

E o espelho de redação? Esse documento será liberado para consulta online também em março de 2019, no site oficial do Inep (portal.inep.gov.br).

Por que o processo de correção é demorado?

O processo de correção de milhões de provas é longo, envolve muitos profissionais e pode sofrer pequenos atrasos.

Para você ter uma ideia da complexidade, veja o que acontece depois que o último aluno deixa o local de provas no segundo dia do Enem:

  • As folhas de redação, o cartão de respostas, os cadernos de provas, a lista de presença e outros documentos usados pelos fiscais são guardados em malotes.
  • Os malotes são despachados em carros especiais, que são monitorados via satélite e escoltados pela polícia até a instituição que realiza o processamento da folha de redação e do cartão de respostas.
  • Uma equipe recebe os malotes e digitaliza as folhas de redação e os cartões de respostas em um ambiente seguro vigiado 24h por câmeras e time de seguranças.
  • Os cartões de resposta passam por uma leitura ótica e os dados são enviados para o Inep, que corrige as provas objetivas com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI).
  • A TRI é um algoritmo capaz de identificar se o participante acertou a questão porque realmente sabia o conteúdo ou porque chutou e teve sorte. Com base no padrão de erros e acertos que o participante realizou na prova, a TRI pontua as questões. Todas as provas objetivas são analisadas e pontuadas por esse algoritmo.
  • As folhas de redação são enviadas ao professores encarregados pela correção sem a identificação do participante. Cada texto é corrigido por pelo menos dois professores, que atribuem notas de 0 a 200 para cada um dos cinco critérios estabelecidos para a prova de redação.
  • Se houver uma discrepância na nota, o texto é enviado para um terceiro professor corrigir.
  • Com todas as notas calculadas, o resultado é divulgado online no site oficial do Inep.

Agora dá para entender por que o resultado do Enem demora para ser liberado, concorda?

Enquanto aguarda a divulgação, veja onde estudar usando a sua nota.

Onde estudar usando o resultado do Enem 2018

Com a nota do Enem, é possível participar de processos seletivos em instituições de ensino superior públicas e privadas e programas do Governo Federal para:

Concorrer a uma vaga na graduação de uma universidade pública via Sisu 2019.

  • Participar do vestibular de universidades portuguesas conveniadas ao Inep.
  • Concorrer a uma bolsa de estudos parcial ou integral do Programa Universidade para Todos (ProUni) para estudar em uma faculdade privada.
  • Conseguir financiar uma graduação via Fies, com juros baixos e longo prazo de pagamento.
  • Participar de vestibular de faculdades privadas sem precisar fazer uma nova prova.
  • Conseguir descontos na mensalidade ou bolsa de estudo parcial ou integral diretamente na faculdade particular.

Busque faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), como as instituições listadas abaixo.

Estas faculdades estão presentes em todas as regiões do Brasil, oferecem uma boa formação aos seus alunos de cursos presenciais e a distância, participam de programas do Governo Federal (ProUni e Fies) e concedem bolsas de estudo, descontos especiais e crédito universitário privado:

Veja também:

Saiba como ingressar em cursos EAD usando a nota do Enem 2018

Enem 2018: saiba quais as notas de corte para cada curso

E você, ansioso(a) pelo Enem 2018? Conta pra gente aqui nos comentários!

Comente