Tornar-se um arquiteto é o seu sonho e você pretende ingressar na faculdade para realizá-lo. Para isso, você quer usar a nota no Enem, mas bateu aquela dúvida: quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura? Confira nesse artigo!

A nota adquirida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é utilizada como critério de seleção por diversas universidades públicas e particulares que não possuem vestibulares próprios. Essa seleção pode ocorrer de duas formas: as instituições públicas optam por selecionar os candidatos por meio do Sistema de seleção unificada (Sisu), já as faculdades particulares usam para ingresso direto do candidato.

Tem ainda aqueles candidatos que desejam conquistar uma bolsa pelo FIES ou ProUni. Para passar nesses processos seletivos, também será cobrada a participação no exame. No final das contas, por ser uma avaliação tão importante, sempre fica aquela dúvida: quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura, seja para ingressar no curso ou conseguir uma bolsa?

Pensando nisso, separamos abaixo as notas de corte de anos anteriores. Dessa forma, você consegue ter uma base da pontuação que será exigida. Confira!

Quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura?

A nota de corte é o valor mínimo necessário para ingressar no curso, mas isso depende da quantidade de pessoas que concorrem à vaga e da nota das mesmas. Por isso, é importante tentar tirar a maior pontuação possível no exame, pois não há uma nota pré-definida para passar em determinado curso. Ou seja, não há como saber a nota previamente, apenas ter uma noção com base em anos anteriores.

Em Arquitetura, a nota de corte pode variar entre 500 e 700 pontos. Para te ajudar, fizemos uma lista com as notas de corte de anos anteriores. Nela constam as pontuações dos vestibulares próprios, do Sisu, ProUni e FIES.

Quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura no Sisu

O Sistema de seleção unificada (Sisu) trata-se de uma plataforma online, gerenciada pelo Ministério da Educação (MEC). Nela as universidades públicas inserem as vagas disponíveis na instituição para que os candidatos participantes do Enem possam concorrê-las.

  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – até 650 pontos
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – até 650 pontos
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) – até 650 pontos
  • Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) – até 650 pontos
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IF FARROUPILHA) – até 650 pontos
  • Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) – entre 650 e 700 pontos
  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL) – entre 650 e 700 pontos
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – entre 650 e 700 pontos
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT) – entre 650 e 700 pontos
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS) – entre 650 e 700 pontos
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – entre 700 e 750 pontos
  • Universidade Federal do Ceará (UFC) – entre 700 e 750 pontos
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – entre 700 e 750 pontos
  • Universidade Federal de Goiás (UFG) – entre 700 e 750 pontos
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – entre 700 e 750 pontos
  • Universidade Federal do Pará (UFPA) – acima de 750 pontos
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – acima de 750 pontos
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – acima de 750 pontos
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) – acima de 750 pontos

Quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura no ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado para que pessoas de baixa renda consigam ingressar na faculdade particular. A partir do programa é possível conseguir bolsas de 50% a 100%.

Os candidatos devem ter feito pelo menos 450 pontos no Enem e não podem zerar a redação. Além disso, precisam ter uma renda bruta familiar mensal de até 3 salários mínimos.

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – até 600 pontos
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) – até 600 pontos
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) – até 600 pontos
  • Universidade de Franca (UNIFRAN) – até 600 pontos
  • Universidade Braz Cubas (BRAZ CUBAS) – até 600 pontos
  • Centro Universitário da Fundação Educacional Guaxupé (UNIFEG) – até 600 pontos
  • Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) – até 600 pontos
  • Centro Universitário Central Paulista (UNICEP) – até 600 pontos
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais – acima de 600 pontos
  • Faculdade das Américas (FAM) – em São Paulo – acima de 600 pontos
  • Centro Universitário de Anápolis (UNIEVANGÉLICA) – acima de 600 pontos
  • Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE) – acima de 600 pontos
  • Universidade Regional Integrada (URICER)- acima de 600 pontos
  • Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) – acima de 600 pontos
  • Faculdade Paraíso do Ceará (FAPCE) – acima de 600 pontos
  • Centro Universitário da Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (UNINOVAFAPI) – acima de 600 pontos
  • Universidade do Grande Rio Professor José de Souza Herdy (UNIGRANRIO)  – acima de 600 pontos
  • Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR) – acima de 600 pontos
  • Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH) – acima de 600 pontos

Quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura no FIES

Ao ser aprovado no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), você poderá financiar seus estudos na faculdade. Esse empréstimo é feito por Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento ou por bancos privados participantes. Ao concluir a graduação e começar a trabalhar, você pagará esse valor com juros baixíssimos. Os candidatos precisam ter renda bruta familiar mensal de até 3 ou 5 salários mínimos.

Para concorrer ao FIES, é necessário que o candidato tenha pelo menos 450 pontos e não pode zerar a redação. Porém, essa nota é a mínima exigida para que você possa participar do processo seletivo. Em geral as notas de corte são mais altas por causa da grande concorrência.

Com base nos anos anteriores a nota de corte média é de 596.28 pontos. A maior nota estimada é de 749 pontos e a menor é 481 pontos, um pouco a mais do que a mínima permitida.

Como entrar na faculdade usando a nota do Enem para Ingresso direto em faculdades particulares

O ingresso direto em faculdades particulares é a maneira mais fácil de entrar no ensino superior. Basta que você consiga no Enem a pontuação exigida pela instituição. Caso essa pontuação tenha sido atingida, você poderá se matricular e iniciar a graduação.

Uma preocupação bem comum em relação a faculdades particulares são as altas mensalidades. Porém, existem sim faculdades que possuem valores mais acessíveis e sem perder a qualidade de ensino e estrutura, já que são muito bem avaliadas pelo MEC.

Para te ajudar, separamos abaixo algumas dessas opções. Todas as faculdades que vamos apresentar são reconhecidas pelo MEC, possuem mensalidades acessíveis e ainda participam do FIES e ProUni. Elas também contam com programas próprios de bolsas e descontos em mensalidades.

Além dos cursos presenciais, elas oferecem cursos de várias áreas do conhecimento na modalidade EAD, o que torna o curso ainda mais em conta. Isso porque a faculdade não terá gastos com a estrutura física, apenas com a tecnológica. Conheça agora essas opções!

Veja também:

O que é Sisu

Cursos disponíveis no Sisu

Aquela sua dúvida: quanto preciso tirar no Enem para passar em Arquitetura foi solucionada, certo? Então, agora conte pra nós qual meio pretende utilizar para entrar na faculdade.