Saiba quanto precisa no Enem para passar em Educação Física

Enem — Escrito por

Recentemente, o curso de Educação Física apareceu na lista das 10 graduações com mais estudantes matriculados no Brasil.

E já chegou ocupando o oitavo lugar, com quase 190 mil matriculados – superando graduações super em alta, como Arquitetura e Engenharia de Produção.

Ou seja: Educação Física está com tudo!

Se você também está pensando em fazer este curso, nós temos boas notícias: como há muitas vagas disponíveis, aumentam as suas chances de encontrar uma opção que aceite o seu desempenho no Enem!

Claro, tudo isso varia acordo com o que você procura, o processo seletivo, a faculdade, o turno, a modalidade e até a cidade onde você pretende estudar.

A gente vai explicar melhor a seguir. Acompanhe!

Processos seletivos que usam a nota do Enem

Você pode usar sua nota do Enem para conseguir vaga em Educação Física em pelo menos quatro processos seletivos:

  • Sisu
  • ProUni
  • FIES
  • Ingresso direto

Três deles são do governo federal e distribuem vagas em instituições públicas e particulares. Neles estão as maiores notas de corte para passar em Educação Física.

O ingresso direto é independente (os critérios são definidos de forma isolada em cada faculdade) e o sistema é mais simples dos quatro.

Vamos descobrir a partir de agora qual é a nota média para passar em cada um deles.

Quanto precisa no Enem para passar em Educação Física pelo Sisu

De todos os processos seletivos que usam a nota do Enem, o Sisu é o mais difícil. A concorrência é sempre alta e o nível dos candidatos não deixa nada a desejar!

Também pudera: que não quer fazer um curso superior em uma universidade pública, sem precisar se preocupar em pagar mensalidades?

Se você estiver pensando em tentar vaga em Educação Física pelo Sisu, vai precisar chegar bem preparado, de preferência com uma super nota nas mãos. A nota média que garante vaga em boa parte das universidades participantes é de 640 pontos.

Parece fácil, até a gente olhar a nota de corte das universidades mais concorridas. Em algumas, a pontuação exigida se aproxima de 800, com variações que vão de 710 a 780 pontos.

Mas calma, que nem tudo é pedreira por aqui. Pesquisando bem você vai encontrar vagas que exigem uma pontuação bem mais tranquila, que varia de 560 a 620 pontos.

Só pode concorrer a uma vaga pelo Sisu quem tiver feito o Enem mais recente e não tirou zero na redação.

O programa abre inscrições duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo.

Quanto precisa no Enem para passar em Educação Física pelo ProUni

Quer estudar Educação Física com uma bolsa parcial ou integral em uma faculdade privada de primeira linha?

Pois prepare-se, porque a concorrência aqui também não dá trégua.

Conseguir uma vaga pelo Programa Universidade para Todos vai exigir uma nota média de 560 pontos. É essa a pontuação aproximada para passar no curso de Educação Física noturno na Estácio,  campus Interlagos, em São Paulo. Na Universidade de Franca (UNIFRAN),  a nota de corte para o período noturno foi apenas dois pontos mais alta do que a média.

Nas faculdades mais disputadas, o desempenho exigido pode subir para 700 pontos, em média. Já onde a concorrência é menor, dá para entrar com a nota mínima solicitada para se inscrever no programa, que é de 450 pontos.

O ProUni também distribui vagas em cursos de Educação Física a distância – de todos os programas do governo federal, é o único que oferece oportunidades nessa modalidade.

Para participar do ProUni você precisa ter feito o Enem mais recente, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

O ProUni é direcionado a estudantes de baixa renda, que em condições normais não poderiam bancar o valor das mensalidades de um curso superior. Por isso, os participantes precisam se encaixar obrigatoriamente em critérios de escolaridade e renda definidos pelo Ministério da Educação.

A exemplo do Sisu, o ProUni também abre inscrições duas vezes ao ano.

Quanto precisa no Enem para passar em Educação Física pelo FIES

Com o FIES, o estudante de Educação Física poderá financiar os estudos e ainda terá um prazo super longo para quitar a dívida.

Além dessa facilidade, as parcelas só começam a ser cobradas depois da formatura, e com juros lá embaixo.

É uma alternativa interessante para quem não quer mais adiar o sonho de fazer um curso superior. Só que tem um detalhe: o financiamento só é concedido por meio de processo seletivo. Quem tem as maiores notas leva o benefício.

As notas médias para conseguir o FIES em Educação Física estão na casa dos 520 pontos. Se durante o processo seletivo você fizer uma busca detalhada, irá encontrar vagas que exigem apenas a pontuação mínima, que é de 450 pontos. Na Anhanguera de Santo André, São Paulo, a nota de corte foi 452 pontos, recentemente. Na Pitágoras de Belo Horizonte, Minas Gerais, foi 468.

Nas faculdades mais procuradas o valor para conseguir o financiamento pode se aproximar de 700 pontos.

Para participar do FIES é preciso atender a duas exigências básicas:

  • Apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer Enem a partir de 2010 (não pode ter zerado a redação).
  • Atender aos critérios de renda familiar bruta mensal definidos pelo MEC.

O programa abre inscrições duas vezes ao ano, depois do encerramento do ProUni.

Quanto precisa no Enem para passar em Educação Física pelo ingresso direto

O ingresso direto é um sistema completamente diferente dos que citamos acima. Aqui não tem critérios super rígidos de participação, as notas de corte são bem mais amigáveis e a burocracia para concorrer a uma vaga é zero.

Basta o aluno entrar no site da faculdade desejada e verificar se ela oferece a modalidade de ingresso direto.

Em caso positivo, ele só terá que informar as notas que tirou em cada uma das provas do Enem e aguardar o retorno do sistema.

Se tiver a pontuação necessária para entrar, o candidato já fica sabendo na hora. Depois é só correr com a documentação e garantir a matrícula.

É um processo rápido, descomplicado e, na maioria das vezes, gratuito.

As pontuações mínimas variam de faculdade para faculdade. Na grande maioria das vezes, os interessados podem usar a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Se você está em dúvidas sobre onde fazer o curso de Educação Física, a gente tem algumas dicas logo a seguir. Confira.

Onde estudar Educação Física com a nota do Enem

Existe uma boa variedade de cursos de Educação Física disponíveis por todo o Brasil. A graduação pode ser do tipo bacharelado, que forma profissionais para atuar em academias, por exemplo, ou licenciatura, que forma professores.

Também pode ser feita no formato presencial, semipresencial ou a distância. Isso sem falar na variedade de processos seletivos que você pode participar!

No meio de tantas opções, só não pode deixar passar um detalhe importante: a faculdade escolhida deve ser reconhecida e bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). Só isso garante um diploma bem aceito no mercado de trabalho.

No mais, leve em conta também a infraestrutura oferecida pela faculdade e se ela conta com unidades ou polos de apoio perto de você.

Se não sabe ainda por onde começar sua busca, a gente traz algumas sugestões bem interessantes que, além de aceitarem a nota do Enem para ProUni, FIES e ingresso direto, ainda contam com uma série de vantagens como descontos, financiamentos sem burocracia, bolsas de estudos e convênios variados.

Confira:

Veja também:

Saiba quando sairá o resultado do Enem

Está pronto para encarar a disputa por uma vaga em Educação Física? Conte para a gente de qual processo seletivo você vai participar!

Comente