Veja que nota precisa tirar no Enem 2018 para passar no Sisu

Enem — Escrito por

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) oferece vagas em cursos presenciais de universidades públicas. Para selecionar os candidatos de 2019, vai utilizar a pontuação obtida no Enem de 2018.

Todo participante do Sisu quer saber qual nota é preciso ter no Enem para passar. A resposta não é tão simples, já que depende de fatores como o número de vagas oferecidas, a procura pelo curso e, claro, a quantidade e qualidade dos candidatos.

Além disso, alguns cursos podem dar pesos diferentes para provas específicas do Enem, o que altera a pontuação original. Está parecendo muito complicado? Não se preocupe, pois vamos explicar tudo direitinho para você.

Confira agora mesmo que pontuação você precisa para passar no Sisu, como acompanhar a as notas de corte e veja também o que mais você pode fazer com o seu desempenho no Enem 2018!

 

Qual tem que ser minha nota no Enem 2018 para passar no Sisu?

A resposta é: depende.

Não é possível apresentar uma lista com os cursos de todas as faculdades e suas respectivas notas de corte, já que elas são variáveis. E vamos contar a você por quê:

  • Número de vagas – conforme o número de vagas abertas por uma faculdade para determinado curso, a nota de corte pode ser maior ou menor. Ela pode mudar, inclusive, de acordo com o período de estudos (manhã, tarde, noite ou integral).
  • Quantidade de candidatos – quanto mais candidatos se inscrevem para um curso, maior é a concorrência. Portanto, a tendência é que as notas de corte também sejam mais altas. Esse item, somado ao anterior, define a famosa “relação candidato/vaga”.
  • Pontuação dos candidatos – se os candidatos para uma vaga obtiveram notas altas no Enem, isso fará a nota de corte subir.
  • Reputação da faculdade – a tradição de certas faculdades pode aumentar a procura por seus e atrair candidatos com bom desempenho no Enem. Isso também faz com que as notas de corte subam.

A disputa por uma vaga no Sisu acontece entre as pessoas que fizeram as mesmas escolhas de curso, turno, universidade, localização, turno e modalidade de concorrência.

A nota do Enem que você vai precisar, portanto, depende de todos esses fatores. Mas dá para saber mais ou menos a média solicitada consultando informações de edições recentes do Sisu.

Sabemos, por exemplo, que para cursos muito procurados, a nota pode ultrapassar os 800 pontos. É o caso dos cursos de Medicina, Direito e Engenharias em universidades muito disputadas.

Em geral, com cerca de 650 pontos no Enem você consegue acesso para a maioria dos cursos que não estão no topo da procura. Se sua pontuação for de 450, também é possível lutar por vagas menos concorridas. A partir daí, com notas menores do que essas, suas chances vão diminuindo.

Um fator que elimina todas as suas chances de concorrer é tirar um zero na redação. Se isso acontecer, você não poderá nem mesmo se inscrever no Sisu.

É importante saber que algumas faculdades definem notas mínimas para a inscrição em determinados cursos. Nesses casos, se sua nota não for suficiente para concorrer à vaga que você quer, o sistema emitirá um aviso no momento da inscrição.

 

Como acompanhar as notas de corte para o Sisu?

Dá também para ir monitorando a evolução das notas de corte durante o período em que as inscrições estão abertas. Essa informação pode servir como referência para modificar as opções de curso.

Por exemplo, se você percebe que a nota de corte para a vaga que você deseja está flutuando em níveis muito mais altos do que a sua pontuação no Enem, pode alterar a sua escolha e optar por um curso semelhante que esteja com as notas de corte mais baixas.

Ao final do período de inscrições, não há mais como mudar de opção. Será considerada sempre a última opção confirmada no sistema. O resultado do Sisu sai rapidamente, poucos dias após o encerramento da inscrição.

O que mais posso fazer com minha nota do Enem?

Se a sua nota do Enem não foi suficiente para ingressar em uma instituição pública pelo Sisu, não desanime.

Você pode usar o desempenho no exame para concorrer a benefícios do governo federal e do Ministério da Educação (MEC). Confira duas opções:

  • ProUni – o foco do Programa Universidade para Todos é conceder bolsas de estudo para estudantes de baixa renda. Para participar, é preciso se enquadrar em requisitos de renda familiar e escolaridade, além de ter obtido pelo menos 450 pontos na média geral do Enem mais recente, sem ter zerado a redação.
  • FIES – outra oportunidade é o Fundo de Financiamento Estudantil. Como a prioridade desse programa também são os estudantes mais vulneráveis financeiramente, será preciso comprovar que a renda familiar está dentro dos parâmetros definidos pelo MEC. Para se inscrever no FIES é preciso apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado na redação.

Tanto o ProUni como o FIES estão amplamente difundidos em universidades de todo o país. É possível fazer as mais variadas graduações, em todas as áreas do conhecimento.

Além disso, muitas faculdades aceitam as notas do Enem para substituir ou complementar seus vestibulares. Consulte a instituição em que você quer estudar para pedir maiores detalhes.

Algumas faculdades que aceitam a nota do Enem

Anote aí sugestões de faculdades de todo o Brasil que aceitam as notas do Enem. Elas também trabalham com ProUni e FIES, além de terem outras iniciativas de bolsas, descontos e financiamentos. Importante: todas são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

 

Veja também:

Descubra quais cursos são oferecidos no Sisu 2018

 

E aí, acha que vai dar para conseguir o Sisu? Já está estudando para o Enem? Conte tudo aqui para a gente!

Comente