Saiba tudo sobre as regras do ProUni

Prouni — Escrito por

Os programas de incentivo à formação superior, como o FIES, o ProUni e o Sisu, são incríveis e abrem caminhos para muita gente. Mas para se dar bem em qualquer um deles é preciso muita atenção.

Quem está a fim de tentar uma bolsa de estudo bancada pelo governo federal também terá de ficar esperto: o ProUni é um dos programas mais exigentes quanto a regras e procedimentos.

Por isso, se você quiser chegar bem preparado à disputa é bom ir se informando desde já.

Mas a gente já adianta: não é nada de outro mundo! Basta um pouco de atenção para fazer bonito no dia da seleção e depois dela.

Saiba tudo sobre as regras do ProUni a seguir!

As principais regras do ProUni

As principais regras que você deve observar no ProUni dizem respeito às inscrições, participação, seleção, concessão de bolsa e às diversas chances que são dadas aos candidatos.

Confira as principais logo abaixo:

Regra 1: Participar do ProUni

Para participar do ProUni, o candidato deve atender a certo perfil socioeconômico determinado pelo MEC.

O programa é destinado a pessoas que ainda não têm curso de nível superior e têm renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa.

Mas não é só isso. As regras dizem que para poder a disputar uma bolsa é preciso também ter feito o Enem mais recente e obtido desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

Também precisa ter cursado o ensino médio em escola da rede pública. Se estudou numa particular, deve comprovar que foi beneficiário de bolsa integral durante todo o período.

A única exceção é feita a pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino.

Regra 2: Das inscrições no ProUni

A regra é bem clara: todo estudante que fez o Enem mais recente e atende aos critérios de participação do ProUni pode se inscrever no programa duas vezes ao ano.

A inscrição do primeiro semestre é a que oferece o maior número de bolsas. Ela abre poucos dias depois da divulgação dos resultados oficiais do Enem, a partir da segunda quinzena de janeiro. A próxima acontece entre junho e julho.

A regra também diz que quem perder os prazos divulgados pelo MEC (as datas variam a cada edição) não poderá participar, mesmo que tenha tido problemas de internet, acesso, etc.

Todo o processo, da inscrição à divulgação dos resultados finais, acontece no site oficial do ProUni.

Para se inscrever será preciso informar:

  • O número de inscrição no Enem mais recente e a senha cadastrada
  • Endereço de e-mail
  • Telefone
  • Dados gerais: endereço completo, formação escolar, filiação, etc.
  • Dados socioeconômicos próprios e do grupo familiar

Regra 3: Bolsas parciais e integrais

Pelas regras do ProUni, as bolsas integrais cobrem o valor completo das mensalidades de uma faculdade particular. Elas são destinadas a candidatos com renda familiar mensal bruta de até 1,5 salário mínimo por pessoa.

Já a bolsa parcial, que paga metade do valor das mensalidades, é destinada a candidatos que têm renda familiar mensal bruta até 3 salários mínimos por pessoa.

Regra 4: O processo seletivo

Ao se inscrever no ProUni, o candidato precisa apontar, no sistema, quais bolsas gostaria de tentar.

Sendo assim, ele tem de assinalar duas opções de faculdade, cidade, curso, turno, se vai entrar na disputa por uma bolsa integral ou parcial (veja a diferença no tópico anterior) e optar por uma das modalidades de concorrência (cotas ou ampla concorrência).

São escolhidos os candidatos que apresentarem as melhores notas no Enem em cada combinação de curso, turno, faculdade, unidade e modalidade de concorrência.

Regra 5: A disputa das bolsas

Cada bolsa disponível no ProUni tem uma nota de corte diferente. A pontuação mínima para entrar varia de acordo com a faculdade, o curso, o turno, a modalidade de disputa e até mesmo a cidade onde a graduação é oferecida.

Ao longo da seleção, essas notas podem ir subindo ou caindo, conforme mais gente vai entrando na disputa ao longo da semana.

O candidato pode mudar de opção caso a nota mínima para entrar no curso escolhido fique muito alta.

Dá para fazer essa mudança durante todo o processo seletivo, que dura quatro dias, em média. É uma maneira eficaz de garantir a bolsa.

Aliás, o ProUni é o único programa do governo federal que usa a nota do Enem para distribuir vagas também em cursos a distância.

Regra 6: Os resultados

De acordo com a regra do ProUni, quem não for aprovado logo na primeira chamada terá ainda duas chances de conseguir bolsa.

A primeira lista é divulgada poucos dias depois do encerramento das seleções. A segunda chamada é feita cerca de 15 dias mais tarde, com outros milhares de nomes.

A terceira e última chance vem na forma de uma lista de espera, que é aberta algumas semanas depois da divulgação dos resultados. Os candidatos que não conseguiram bolsa nem na primeira nem na segunda chamada poderão ser convocados nessa rodada.

Mas, pelas regras, o interessado precisa entrar no site oficial do ProUni e manifestar interesse em participar – essa etapa não tem inscrição automática.

Regra 7: Validação dos documentos

Quem conseguir bolsa do ProUni precisa ficar bem atento aos prazos para entrega da documentação na faculdade onde vai estudar.

É preciso levar todos os originais para comprovar os dados informados no momento da inscrição.

As regras exigem que esteja tudo de acordo com o que foi informado, caso contrário a bolsa será cancelada e concedida a outro participante.

Normalmente o período para isso é de dez dias depois da divulgação dos resultados.

Regra 8: Qualidade das faculdades que participam do ProUni

Além da bolsa de estudos, que já é um benefício e tanto, os estudantes que passam no ProUni têm outra certeza: a de que irão fazer o curso numa faculdade reconhecida no mercado de trabalho.

Essa é uma das principais regras do ProUni: somente instituições bem avaliadas podem oferecer vagas pelo programa.

A seguir, a gente escolheu algumas dessas faculdades para você conhecer antes mesmo de se inscrever no próximo processo seletivo. São instituições que oferecem cursos em todas as áreas do conhecimento, tanto na modalidade presencial como a distância:

Veja também:

Saiba como conseguir vagas remanescentes no ProUni

O que achou das regras do ProUni? Tá fácil de cumprir? Conte para a gente nos comentários!

Comente