Veja quais são todas as regras do Enem 2018

Enem — Escrito por

Se você quer se dar bem no Enem, não basta só estudar. É preciso ainda prestar atenção a todas as regras que cercam o exame, desde a inscrição até a seleção por uma vaga na faculdade.

Já pensou, por exemplo, ser barrado no dia das provas porque levou um tipo de documento que não é aceito pela organização do exame? Ou perder o prazo para pagar a inscrição? Ou se confundir com o horário?

Para que você não corra nenhum risco até o dia das provas, a gente trouxe aqui um listão com as 14 principais regras do Enem 2018 que você deve ter em mente. Veja a seguir!

Regra 1: A inscrição no Enem 2018

Esta é a regra mais básica de todas: se você perder os prazos ou não fizer o cadastro corretamente, adeus Enem! As inscrições para o exame abrem no dia 7 de maio e ficam no ar até o dia 18 do mesmo mês. Nesse período, você deve entrar no site do Enem e informar corretamente todos os dados solicitados.

Regra 2: O pagamento da taxa de inscrição

Essa é outra regra que dá dor de cabeça em muita gente. Para não passar perrengue, entenda melhor: a inscrição só é confirmada depois do pagamento e processamento da taxa de inscrição. O boleto, chamado de Guia de Recolhimento da União, pode ser baixado do site do Enem assim que o candidato conclui o processo de inscrição. O MEC dá um prazo de alguns dias depois do encerramento para o candidato pagar o documento em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos correios. Em 2018, esse prazo vai até o dia 23 de maio.

Regra 3: A isenção do valor da inscrição

O Enem dá isenção a estudantes de escolas públicas que estejam concluindo o ensino médio no ano do exame e a pessoas de baixa renda. Mas para cada perfil há um processo de solicitação diferente – alguns a recebem automaticamente e outros precisam ter a solicitação analisada. Quem for submetido à análise terá que checar o andamento do pedido todos os dias no site do Enem enquanto durarem as inscrições. Se for negado, é preciso correr com o pagamento da taxa. Se não ficar ligadíssimo nessa regra, perde a chance de participar do exame.

Regra 4: Alteração de dados

Enquanto as inscrições estiverem abertas é possível alterar diversos dados, como endereço, cidade onde fará a prova, informações de contato e até a escolha da prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Regra 5: Seu número de telefone e e-mail

O MEC às vezes envia comunicados importantes por mensagem no celular. Por isso, uma das regras do Enem é manter seu número sempre atualizado na página do participante. Se mudar por algum motivo, corra para alterar. O mesmo acontece com o endereço de e-mail.

Regra 6: Cartão de confirmação da inscrição

Pouco antes da realização das provas, o MEC libera o acesso ao cartão de confirmação de inscrição, um documento importantíssimo que traz seu número de inscrição, data, hora e local onde você irá fazer sua prova, o tipo de atendimento especializado (se houver) e a opção de prova de língua estrangeira. Você pode acessar o documento por meio do site ou pelo aplicativo do Enem. O MEC não envia o catão de confirmação pelo correio.

Regra 7: Dia das provas do Enem

O Enem 2018 acontece nos dias 4 e 11 de novembro, dois domingos consecutivos.

No primeiro dia você faz as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

No segundo, as de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática e suas Tecnologias.

Regra 8: O tempo de aplicação das provas

O tempo para realização dos exames é diferente de acordo com o dia. No primeiro, as provas têm duração máxima de 5 horas e 30 minutos (até as 19h00, horário de Brasília). No segundo, 5 horas (até as 18h30, horário de Brasília).

Regra 9: Os horários

Os portões para acesso dos alunos ao local de prova abrem ao meio-dia e fecham às 13h. As provas começam pontualmente às 13h30. A regra aqui é implacável: quem chegar atrasado só poderá fazer o Enem de novo no ano que vem. Pessoas que vivem em regiões que não adotam o horário de verão (Norte e Nordeste) e locais com fuso diferente devem triplicar a atenção: os horários têm como referência o de Brasília.

Regra 10: O documento

Para fazer a identificação e entrar na sala de prova do Enem 2018, só vale apresentar documento de identificação oficial, recente e com foto.

A regra permite utilizar:

  • Carteira de identidade (RG) – desde que expedida pela Secretaria de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar ou Polícia Federal
  • Carteira Nacional de Habilitação
  • Passaporte
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (emitida a partir de 1997)
  • Identidades profissionais oficiais
  • Certificado de Dispensa de Incorporação ou Certificado de Reservista
  • Identidade oficial de estrangeiro – inclusive de refugiado

Regra 11: Treineiros

Quem ainda não está no terceiro ano do ensino médio também pode se inscrever no Enem. Porém, a regra é clara: só pode fazer o exame para se familiarizar com o nível de dificuldade das provas. O treineiro não pode utilizar a nota obtida para entrar em qualquer processo seletivo do Governo Federal, mesmo que tenha gabaritado todas as questões.

Regra 12: Atendimento especializado

A regra determina que a solicitação de atendimento especializado deve ser feita no momento da inscrição.

O Enem oferece suporte a:

  • Pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo e discalculia.
  • Gestante, lactante, idoso, estudante em classe hospitalar e/ou pessoa com outra condição específica.

Em alguns casos é necessário comprovar a situação com laudos médicos.

Regra 13: O que levar e o que não levar no dia das provas

Essa é a regrinha mais básica do Enem e todo mundo precisa conhecê-la. Atenção especial ao tipo de caneta, combinado?

Fique de olho:

  • No Enem, só é permitido usar caneta esferográfica preta de corpo transparente. Não leve lápis grafite, borracha, apontador, etc.
  • É proibido se comunicar com qualquer pessoa na sala além do fiscal.
  • Nem tente usar celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, gravadores, relógios, chaves, fones de ouvido, transmissores, gravadores, câmeras ou qualquer outro equipamento do tipo. É desclassificação na hora.
  • Não pode usar óculos escuros nem gorro na hora da prova.

Regra 14: Os processos seletivos

Existem quatro principais processos seletivos que usam a nota do Enem. Cada um deles tem suas regras específicas. As mais básicas são:

  • Sisu: para concorrer a uma vaga em universidade pública é preciso ter feito o Enem mais recente e não ter zerado a redação. Quem fizer o exame em 2018 poderá participar em 2019.
  • ProUni: para concorrer a uma bolsa de estudos é preciso ter feito o Enem mais recente, com pelo menos 450 pontos na média das provas, sem zerar a redação. O candidato precisa se encaixar também em critérios de renda e formação escolar.
  • FIES: para concorrer a um financiamento a juros baixos, precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e acima de zero na redação, além de atender a certas exigências de renda familiar.
  • Ingresso direto: para entrar em uma faculdade particular sem precisar fazer novo vestibular, basta apresentar nota obtida no Enem e ter pontuação igual ou superior à mínima exigida pela instituição. As regras variam de acordo com a instituição e é preciso verificar se há disponibilidade de vagas para o curso do seu interesse.

Onde estudar com a nota do Enem 2018

Você viu que o Enem tem regra para tudo, mas tem algo que é inteiramente livre: o seu poder de escolha.

Não importa se você vai tentar vaga em uma universidade pública ou particular. O que é fundamental mesmo é garantir uma formação de qualidade. E isso só se faz em instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, que têm o curso que você quer e estrutura de primeira.

Se você ainda não sabe por onde começar, a gente traz algumas sugestões bem interessantes de faculdades por todo o Brasil.

Confira:

Veja também:

Veja se você pode concorrer a uma vaga por cotas Sisu 2018

Tudo pronto para encarar as regras do Enem? Tem mais alguma dúvida? Conte para a gente nos comentários!

Comente