Veja como funciona a lista de espera do ProUni e onde descobrir o resultado. Conheça, ainda, boas universidades com iniciativas próprias de bolsas.

O Programa Universidade para Todos (ProUni), criado em 2004 pelo governo federal, concede bolsas de estudo parciais (50%) e integrais a estudantes de baixa renda em instituições privadas de ensino superior.

Após a primeira e a segunda chamada do programa, é comum que alguns candidatos aprovados desistam da vaga ou não apresentem a documentação no prazo determinado. 

Por isso, algumas bolsas não são distribuídas ao longo dessas chamadas e acabam voltando ao sistema do ProUni. É aí que surge mais uma chance de obter uma bolsa: a lista de espera.

Onde e como ver o resultado da lista de espera do ProUni

Para descobrir se foi aprovado e conseguiu uma bolsa de estudos, o candidato inscrito na lista de espera pode consultar o sistema do ProUni ou a própria universidade em que é oferecida a vaga.

De acordo com os editais das últimas edições do programa, é necessário que todos os candidatos que manifestaram interesse em participar da lista de espera compareçam às instituições de ensino para apresentar a documentação que comprova suas informações. 

Os estudantes costumam ter entre 2 e 4 dias para realizar essa comprovação nas universidades.

Concluído o período de validação de informações, as instituições de ensino têm 7 dias para registrar, no sistema do ProUni, a aprovação ou a reprovação do candidato.

O edital também determina que as universidades divulguem o resultado da lista de espera em seus próprios sites.

Para não se perder, preste atenção às etapas do processo seletivo:

  1. Publicação do edital do ProUni pelo MEC.
    2. Período de inscrições, com duração de 4 dias.
    3. Resultado da primeira chamada e período de 10 dias para que os aprovados apresentem seus documentos e efetuem matrícula.
    4. Resultado da segunda chamada e período de uma semana para comprovação e matrícula dos convocados.
    5. Abertura de inscrições para participar da lista de espera (duração de 2 dias).
    6. Comprovação das informações de quem está na lista de espera (entre 2 e 4 dias).
    7. Divulgação de aprovações e reprovações da lista de espera no site do ProUni e nos sites das instituições de ensino (prazo de uma semana) .

Como entrar na lista de espera do ProUni

Diferentemente da segunda chamada, a inscrição na lista de espera do ProUni não é automática. É preciso que, no prazo determinado pelo edital, o interessado acesse o sistema e manifeste interesse clicando na opção “Manifestar interesse em participar da lista de espera”.

Quem pode participar da lista de espera do ProUni?

São dois os casos previstos para a formação de listas de espera do ProUni:

1. Lista de espera para o curso correspondente à primeira opção. Nesse caso, pode participar o candidato que cumpra os seguintes requisitos:

  • Não ter sido aprovado nas duas chamadas regulares.
  • Ter sido aprovado na segunda opção de curso, mas reprovado porque não houve formação de turma.

2. Lista de espera para o curso correspondente à segunda opção, para candidatos que cumpram estes critérios:

  • Não ter sido aprovado nas duas chamadas regulares e caso não haja bolsas disponíveis para a primeira opção de curso.
  • Ter sido aprovado na primeira opção de curso, mas reprovado por não formação de turma.

Vale destacar que apenas os candidatos já inscritos no processo seletivo do ProUni podem participar da lista de espera.

Quem pode se inscrever no ProUni?

Para concorrer a uma bolsa do ProUni, é preciso ter obtido 450 pontos ou mais na média das provas do Enem, sem zerar a redação.

O processo regular de seleção do ProUni (da abertura das inscrições até a matrícula dos aprovados em lista de espera) exige que o candidato tenha feito a edição mais recente do Enem.

Já para se inscrever em vagas remanescentes, etapa posterior à lista de espera, é possível apresentar a nota de qualquer edição do Exame a partir de 2010.

Também é necessário atender a alguns critérios socioeconômicos:

  • Ter cursado o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede particular.
  • Comprovar renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa (para concorrer às bolsas integrais) ou de até 3,5 salários mínimos por pessoa (para concorrer às bolsas de 50%).

Quais faculdades oferecem bolsas de estudo?

Se você não cumprir os requisitos do ProUni ou não for aprovado no processo seletivo, saiba também que há outras chances de estudar com bolsa. 

Existem ótimas universidades particulares que, além de trabalharem com o ProUni, mantêm iniciativas próprias de bolsas e descontos.

E outra ótima notícia: em muitas delas é possível usar seu resultado no Enem para ingresso direto (sem fazer vestibular).

Vale ressaltar que, para ofertar bolsas por meio do ProUni, é preciso que a instituição de ensino seja credenciada e bem avaliada pelo MEC (Ministério da Educação). 

Para ajudar você, preparamos uma lista com universidades particulares que trabalham com programas federais, aceitam o Enem como forma de ingresso e têm sistemas próprios de bolsas e descontos. Interessou? Então, confira e clique para saber mais:

Entre em contato com a instituição de seu interesse e se informe sobre cursos, modalidades de ensino, processos seletivos, bolsas e descontos. Conseguir o tão sonhado diploma de graduação pode custar bem menos do que você imagina!

Leia também:

Veja o cronograma do ProUni 2020 e não perca nenhuma data

Descubra quais são as notas de corte do ProUni 2020

Que curso de graduação você pretende fazer? Espera conseguir uma bolsa do ProUni ou da própria faculdade? Conte para a gente nos comentários!