Em janeiro de 2020, cerca de 2 milhões (ou mais!) de participantes estarão prontos para disputar uma vaga pelo Sisu.

É um desafio puxado, mas que vale muito a pena. Os ganhadores garantem entrada em uma das tão conceituadas universidades públicas por todo o país e carimbam o passaporte para o mercado de trabalho!

Para participar das duas edições de 2020 é preciso ter feito o Enem e caprichar na nota! Tem curso em todas as áreas do conhecimento!

Já está contando as horas?

Então descubra a seguir como ver o resultado do Sisu 2020!

Como funciona o Sisu 2020

O Sisu é um processo seletivo que usa a nota do Enem como critério de escolha. Seu grande diferencial é distribuir vagas em universidades públicas e institutos federais de educação por todo o território nacional.

São mais de 120 instituições participantes que, juntas, dispõem de mais de 240 mil vagas.

O Sisu é aberto a qualquer participante que fez o Enem mais recente e não tirou zero na redação.

Serão duas edições em 2020, uma no primeiro e outra no segundo semestre.

A primeira vai abrir inscrições entre os dias 21 e 24 de janeiro de 2020. A segunda, na metade do ano.

Quando as inscrições estiverem abertas, os participantes vão poder se inscrever pelo site oficial e escolher duas opções de curso. Dependendo do perfil, também podem escolher disputar a vaga por ampla concorrência ou por cotas.

A seleção escolhe os futuros alunos de acordo com a pontuação individual no Enem 2019 (edições anteriores não valem). Cursos muito procurados normalmente exigem notas mais altas, podendo superar os 800 pontos. Durante a seleção o participante pode mudar de opções de graduação e universidade quantas vezes quiser, até o encerramento. Essa prática aumenta as chances de conseguir a vaga desejada.

Todo o processo dura quatro dias – de terça a sexta. Depois disso é hora de ver os resultados do Sisu 2020.

Veja a seguir como fazer!

Como ver o resultado do Sisu 2020

Os resultados do Sisu 2020 saem poucos dias depois do encerramento do processo seletivo. No primeiro semestre, o resultado está previsto para a terça-feira seguinte ao prazo de inscrições, dia 28 de janeiro.

Para ver o resultado, basta acessar a página do Sisu, informar seu CPF e senha (a mesma que você cadastrou no momento da inscrição) e num segundo já dá para saber se conseguiu ou não a aprovação no curso desejado.

Caso consiga a vaga, o candidato deve seguir as orientações na página do Sisu e atender ao prazo determinado pela universidade para efetuar a matrícula.

Se não conseguir passar, não precisa desanimar. O Sisu ainda tem uma lista de espera para preencher as vagas não ocupadas. Basta entrar no site, dentro do prazo determinado, e manifestar interesse em participar. É mais uma chance de entrar na universidade pública.

Se ainda assim não rolar, ainda dá para tentar a edição do segundo semestre – que segue o mesmo modelo da primeira, com a diferença de ter uma quantidade menor de vagas.

Outras seleções além do Sisu 2020

Existem algumas alternativas interessantes para quem não conseguir vaga nas duas edições do Sisu 2020.

Quem fez o Enem 2019 pode, por exemplo, participar do ProUni 2020, o programa que distribui bolsas de estudos em faculdades privadas pelo país. As inscrições estão abertas aos participantes que atenderem a determinado perfil socioeconômico e obtiveram nota igual ou maior que 450 na média das provas, sem ter zerado a redação. A seleção é um pouco menos concorrida que o Sisu, mas ainda assim exige boas notas dos participantes que estão atrás do benefício. O ProUni tem bolsa para cursos presenciais e a distância em todas as áreas do conhecimento.

Outra alternativa interessante é o FIES, o programa de crédito estudantil do governo federal que permite financiar cursos superiores em um prazo longo e juros baixos. Os participantes precisam ter feito qualquer Enem a partir de 2010 e obtido média de pelo menos 450 nas provas, sem ter zerado a redação. A seleção é pela pontuação, como os demais. São duas edições anuais.

Por fim, temos o ingresso direto, o processo seletivo mais simples de todos. Basta ter uma nota razoável em qualquer Enem a partir de 2010, informar as pontuações durante o processo seletivo e conseguir a vaga desejada em faculdades particulares por todo o país.

O ProUni e o FIES só estão disponíveis em faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, o que é um alívio para quem quer tentar vaga numa instituição ainda pouco conhecida.

O ingresso direto, que está disponível num número imenso de faculdades, requer atenção especial a esses detalhes. Verifique sempre o desempenho do local de estudos junto ao MEC e garanta entrada apenas em instituições de qualidade – para que seu diploma seja bem recebido no mercado de trabalho mais adiante.

Abaixo, a gente aproveitou para trazer algumas boas faculdades onde você pode entrar por meio do ProUni, do FIES e do ingresso direto.

Clique e confira:

Veja também:

Conheça os melhores jeitos de onde usar a nota do Enem 2019

Tudo certo com os resultados do Sisu 2020? Quais são suas expectativas? Conte para a gente nos comentários!