Uma das piores sensações para quem deseja entrar em uma faculdade é não encontrar o nome na lista dos aprovados no vestibular. Para quem precisa de uma bolsa de estudos pelo Prouni e não se vê entre os selecionados, a situação é a mesma ou até pior, pois pode representar um grande obstáculo para efetuar a matrícula no tão sonhado curso superior.  Porém, em ambos os casos, existe a possibilidade de uma segunda chamada e listas de espera, que são novas oportunidades para quem não foi selecionado na seleção principal.

Você sabe como funciona esse processo de seleção para quem não é chamado na fase regular? Confira como funciona o Prouni na segunda chamada do programa:

O que é o programa?

O ProUni é um programa federal destinado a alunos que desejam concorrer a bolsas de estudos (integrais ou parciais) em instituições particulares de ensino superior. As bolsas integrais podem ser oferecidas a candidatos com renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já as bolsas parciais são destinadas aos estudantes com renda bruta familiar de até três salários mínimos por pessoa.

Quem pode concorrer a uma bolsa?

É necessário ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano vigente e obter no mínimo 450 pontos na média das notas, além de não ter zerado a redação. É preciso também ter cursado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada e não ter nenhuma formação em curso superior.

Segunda chamada

Após a primeira chamada, algumas vagas podem sobrar devido a não comprovação dos requisitos do Prouni, como no caso de alguém omitir a renda ou não se enquadrar em algum critério, por exemplo. A bolsa será doada somente aos candidatos que cumprirem todas as etapas e, as vagas que sobrarem serão distribuídas para os candidatos seguintes, originando uma segunda lista de selecionados. Porém, ter o nome na lista não é garantia de receber a bolsa: é necessário cumprir com todos os requisitos do programa.

Lista de espera

Mesmo depois de terem sido divulgadas a primeira e a segunda chamadas, é possível que ainda exista alguma bolsa remanescente sem ter sido preenchida. As vagas que sobram compões a chamada lista de espera. Podem concorrer os candidatos que não foram selecionados nas duas primeiras listas e aqueles que foram reprovados por não haver formação de turma. Porém, é necessário informar interesse nessas bolsas por meio do site, dentro do período indicado.

Essa é mais uma chance que o Prouni oferece àqueles que precisam de uma bolsa para entrar na faculdade. Além disso, vale lembrar que cada curso e instituição possuem suas próprias listas de espera, ou seja, esteja bem informado sobre todas as possibilidades!

Não encontrar seu nome na primeira listagem do Prouni não significa que você não conseguirá a tão sonhada bolsa de estudos! Porém, o edital informa que o participante é o único responsável por consultar os resultados, atender aos prazos estabelecidos e acompanhar possíveis alterações.  Ou seja: fique ligado enquanto torce para seu nome sair na próxima chamada. Sucesso no processo!