Daqui a pouco começa uma nova edição do Sisu. Por meio dele, mais uma leva de milhares de pessoas vai garantir os estudos em uma instituição pública!

Trata-se de um dos processos seletivos mais esperados do ano.

Como a primeira edição aconteceu em janeiro, os olhos se voltam agora para o próximo Sisu, que deve começar em breve.

A seguir, conheça a data que será o Sisu 2020.2 e todos os caminhos para entrar na faculdade no segundo semestre!

Data do Sisu 2020.2

Anote aí: o Sisu do segundo semestre deve acontecer em junho!

Ainda não temos as datas exatas porque o edital ainda não saiu. Isso só deve acontecer poucos dias antes de o processo seletivo abrir, mais ou menos no início do mês.

Para não correr risco de perder mais essa chance de entrar numa universidade pública, é importantíssimo ficar ligado nas divulgações que são feitas pelo Ministério da Educação (MEC).

Por aqui, assim que tivermos as datas, a gente vai divulgar também!

O processo seletivo deve seguir o modelo já adotado no primeiro semestre.

Quer saber como funciona? Então se liga no próximo tópico!

Como vai ser o Sisu 2020.2

Assim que o processo seletivo abrir, em junho, os candidatos devem acessar o site oficial do Sisu, informar o número de inscrição do Enem, a senha, e seguir as orientações apresentadas na tela.

Cada pessoa pode escolher até duas opções de curso em concorrência geral ou por cotas (para quem se encaixar nos requisitos, claro!).

O pulo do gato para se dar bem no Sisu é acompanhar o processo de perto, diariamente – e isso se mantém na segunda edição.

É que as notas mínimas para entrar em cada curso disponível no Sisu podem mudar conforme mais inscritos vão entrando na jogada. Quanto mais alta a nota no Enem, maiores as chances de passar.

Se isso acontecer com os cursos escolhidos por você, o sistema permite buscar opções mais tranquilas.

A seleção dura quatro dias corridos. O resultado sai pouco depois.

Se seguir os anos anteriores, o Sisu 2020.2 deve vir com uma oferta de mais ou menos 50 mil vagas em cursos de todas as áreas – Administração, Medicina, Direito, Engenharia, Psicologia, Jornalismo, etc. – todos presenciais.

Quem conseguir entrar começa a assistir às aulas no início do segundo semestre letivo, em agosto! Já pensou?

Quem pode entrar no Sisu 2020.2

Para buscar uma vaga no Sisu 2020.2 é necessário atender a apenas dois requisitos:

  • Ter feito todas as provas do Enem 2019.
  • Apresentar nota acima de zero na redação.

Parece fácil, mas não é muito não. A nota faz toda diferença, inclusive nas cotas. Veja mais detalhes no próximo tópico!

Quais são suas chances de entrar no Sisu 2020.2?

Nos últimos anos, para se dar bem em qualquer edição do Sisu o candidato precisa de uma nota média de 670 pontos – mas, claro, tem sempre os cursos mais tranquilos e mais puxados.

Por se tratar de uma edição mais compacta (a primeira do ano distribui cerca de 240 mil vagas), o Sisu do segundo semestre tende a ser igualmente concorrido.

Os nomes dos aprovados são conhecidos poucos dias depois do encerramento do período de inscrições.

Quem conseguir vaga tem de se apressar, já que, nos dias seguintes aos resultados o selecionado precisa levar a documentação necessária à instituição onde conseguiu entrar para efetivar a matrícula.

Quem não aparecer na lista dos aprovados não deve desanimar, já que o Sisu 2020.2 também terá uma lista de espera.

Outras alternativas ao Sisu 2020.2

O Sisu é só a ponta do iceberg. Tem vários outros processos seletivos rolando – e você só fica de fora da faculdade em 2020.2 se quiser!

Assim que terminar o Sisu já começa o ProUni – aquele que distribui milhares de bolsas de estudos em instituições privadas de qualidade. A inscrição, que acontece logo após a divulgação dos resultados do Sisu, é voltada a alunos de baixa renda, oriundos de escolas públicas, que obtiveram um bom desempenho no Enem 2019.

Finalizado o ProUni, é a vez do FIES. O programa financia cursos superiores em condições facilitadas de pagamento e juros baixíssimos. É direcionado a candidatos que atendem ao requisito de renda e se deram bem em qualquer edição do Enem a partir de 2010. No segundo semestre de 2020, deve acontecer no mês de julho.

E para quem já não tem mais paciência para processos seletivos, tem o ingresso direto – uma maneira prática e rápida de entrar numa faculdade privada. Os interessados só precisam acessar o site da instituição desejada durante o processo seletivo (que dura várias semanas) e informar as notas obtidas no Enem. Cada faculdade tem seus próprios critérios e regras de participação. Mas em todas elas o processo é bem simples: tem nota suficiente, passou. Depois é só fazer a matrícula e esperar o início das aulas.

Encontrou o processo seletivo ideal para você?

O próximo passo agora é conhecer as faculdades participantes e escolher as melhores, as que têm o curso que você quer, numa unidade ou polo de apoio próximo de sua casa.

A gente tem algumas sugestões. Dê uma olhada:

Veja também:

Saiba como se inscrever na lista de espera do Sisu

Está pensando em participar do Sisu 2020.2? Conte para a gente em qual curso você gostaria de entrar!