Veja quando e como consultar a listagem com todos os selecionados na chamada regular do Sisu.

Você sabia que o Sisu do primeiro semestre disponibiliza cerca de 230 mil vagas em cursos presenciais de nível bacharelado, licenciatura e tecnológico? Já na edição do segundo semestre, são cerca de 55 mil vagas — dados do Ministério da Educação (MEC). 

Então, se você fez sua inscrição para concorrer a uma dessas vagas, precisa ficar por dentro da lista dos aprovados do Sisu. Saiba quando e como consultar esse documento e o que fazer caso seja selecionado de primeira!

Quando acessar a lista de aprovados do Sisu 

O resultado do Sisu é liberado rapidamente. Na segunda-feira após o término das inscrições, o MEC divulga a lista dos aprovados na chamada regular.

No Sisu do 1o semestre, essa fase acontece em janeiro. Já no Sisu do 2o semestre, o resultado sai em junho.

Como acessar a lista de aprovados do Sisu 

Para consultar a listagem com todos os selecionados de primeira, basta acessar o site oficial do Sisu (sisu.mec.gov.br/selecionados).

Nessa página, você encontrará um formulário para realizar uma busca. É possível conferir os aprovados informando os seguintes dados:

  • instituição de ensino
  • local de oferta
  • curso
  • grau e turno

A lista é única e contempla os aprovados nas disputas de ampla concorrência e de ações afirmativas.

O que acontece após a divulgação da lista dos aprovados no Sisu

Os candidatos selecionados de primeira devem realizar a matrícula na universidade nos dias estipulados no cronograma do Sisu. 

Esse processo também é rápido: o aprovado tem apenas 6 dias para se matricular. Ele deve comparecer à universidade no dia, horário e local estabelecidos portando os documentos exigidos pela instituição. Se não cumprir o prazo, perderá a vaga.

Alternativas para começar uma faculdade sem o Sisu

O Sisu não é a única forma de entrar na faculdade. Existem outras alternativas de ingresso no ensino superior, como o ProUni, o FIES e o Ingresso Direto.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais (100%) ou parciais (50%) aos candidatos aprovados em seu processo seletivo. 

Com uma bolsa integral, você estuda de graça em uma faculdade privada até o final do curso. Já a bolsa parcial reduz o valor da mensalidade pela metade até a formatura. Há bolsa ProUni para cursos presenciais e EAD.

Para participar, é preciso ter renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa, além de ter realizado o Enem do ano anterior à inscrição no ProUni e ter obtido nota média igual ou maior que 450 pontos e nota superior a zero na redação. 

Já o FIES permite financiar uma graduação presencial a juros zero ou juros abaixo da média do mercado com um longo prazo para pagamento. 

Para concorrer a um financiamento, é necessário ter renda familiar bruta mensal de até 5 salários mínimos e ter obtido nota igual ou superior a 450 pontos no Enem (a partir de 2010) e nota maior que zero na redação.

Por fim, o Ingresso Direto facilita ainda mais a entrada na faculdade. Basta usar a nota do Enem (a partir de 300 pontos na média) no processo seletivo da instituição para começar um bacharelado, uma licenciatura ou uma graduação tecnológica presencial ou EAD. 

E o melhor: recebendo uma bolsa de até 100%. O desconto varia conforme a sua média no Enem: quanto maior for a pontuação, maior será a bolsa de estudo.

Interessado? Veja algumas faculdades reconhecidas pelo MEC que participam do ProUni, do FIES e aceitam a nota do Enem como forma de ingresso:

Veja também:

Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Prontinho! Agora você está bem informado sobre a lista de aprovados do Sisu. Já decidiu qual curso fazer? Compartilhe sua escolha nos comentários!