Sabia que é possível se livrar da taxa de inscrição do Enem e economizar uma grana?

Sim, o maior exame do Brasil oferece isenção da inscrição a quem realmente precisa.

O processo é feito separadamente, antes da abertura das inscrições gerais.

A seguir, entenda quem não precisa pagar a taxa do Enem 2020!

Quem não precisa pagar a taxa de isenção do Enem 2020

Para fazer o Enem em 2020 sem pagar o candidato precisa:

  1. Ficar ligado das datas de realização do processo de isenção.
  2. Se encaixar em um dos perfis determinados pelo Ministério da Educação (MEC).

O processo de solicitação de isenção deve acontecer entre o final de março e início de abril. Tudo vai acontecer por meio do site oficial do Enem.

Para participar é preciso atender a pelo menos um dos requisitos abaixo:

  • Ser estudante regularmente matriculado em escola da rede pública e estar no último ano do ensino médio.
  • Ter concluído o ensino médio em escola da rede pública ou ter estudado numa escola particular na condição de bolsista integral. A renda familiar mensal bruta não pode ser superior a 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • Pertencer a família de baixa renda reconhecida pelo governo. Nesse caso é preciso apresentar o Número de Identificação Social (NIS) único e válido. A renda mensal bruta familiar deve ser de até 3 salários mínimos ou meio salário mínimo por pessoa.

Quem ganhou isenção nos anos anteriores também pode solicitar novamente.

Por outro lado, quem foi beneficiado e não apareceu para fazer as provas precisará dar explicações ao MEC caso queira o benefício novamente. Nesse caso, é preciso provar que não compareceu por motivos de força maior. Só serão aceitas justificativas formais, como, por exemplo, atestado médico, declaração da empresa, boletim de ocorrência, etc.

Como solicitar a isenção do Enem 2020

Quando abrirem as inscrições, os interessados que se encaixam nos perfis acima entram no sistema (com CPF e data de nascimento) e preenchem rodas as informações solicitadas.

Essa etapa deve ser feita com com muito cuidado, já que qualquer informação errada pode levar à desclassificação.

O sistema recebe inscrições por cerca de dez dias. Os resultados saem logo na sequência e são divulgados no próprio sistema do Enem.

As datas exatas para os pedidos de isenção só serão conhecidas após a divulgação do edital do Enem 2020, em março.

Quem ganhar a isenção precisa aguardar até a abertura das inscrições do Enem 2020, em maio, e se inscrever normalmente, como qualquer outro participante. A informação sobre a isenção irá aparecer junto com os dados do candidato.

Quem não conseguir a isenção terá prazo de alguns dias para contestar a decisão do MEC e enviar documentos adicionais, se for o caso.

Se ainda assim o benefício for negado, o participante só consegue fazer o Enem 2020 se pagar a taxa de inscrição.

Vale a pena investir no Enem 2020?

Isento ou não, fazer o Enem em 2020 é uma excelente ideia – especialmente se você está se programando para fazer um curso superior em 2021.

Uma boa nota na prova facilita entrar naquela graduação tão desejada, seja em universidades públicas ou particulares, em qualquer lugar do Brasil.

Abaixo, conheça alguns programas nos quais você pode se inscrever em 2021:

Sisu – Para quem quer fazer um curso superior presencial em uma das concorridas universidades públicas. Para participar das duas edições previstas para 2021 basta ter tirado nota acima de zero na redação do Enem 2020.

ProUni – É o programa que dá acesso a milhares de bolsas de estudos em faculdades privadas pelo país. Pode tentar o benefício quem fizer o Enem 2020, tirar uma boa nota nas provas e ainda atender a certos critérios de renda e formação escolar.

FIES – Programa que ajuda a financiar um curso superior em faculdade privada com juros baixos e prazo generoso para quitação da dívida. Para concorrer é preciso ter feito qualquer Enem a partir de 2010 (o de 2020 também vale) e obtido boa nota nas provas, além de se encaixar em determinado perfil de renda familiar.

Ingresso Direto – Quem fizer o Enem 2020 vai poder entrar direto em centenas de faculdades privadas, em cursos de todas as áreas. Basta, durante o processo seletivo da instituição desejada, apresentar as notas obtidas em cada uma das provas. Dá também para usar edições anteriores.

Uma dica preciosa de como se dar bem nos programas que usam a nota do Enem – especialmente os que distribuem vagas em faculdades particulares – é buscar sempre as instituições bem conceituadas junto ao MEC.

Uma pesquisa prévia pode significar ensino de qualidade e um diploma reconhecido no mercado de trabalho mais adiante!

Abaixo, a gente separou algumas boas faculdades para você conhecer:

Veja também:

Descubra se existe uma lista de aprovados do Enem 2020

Entendeu como funciona a isenção do Enem 2020? Se tiver mais alguma dúvida, manda pra gente!