Encerra hoje (29 de novembro) o prazo para os estudantes se inscreverem no Programa Ciência sem Fronteiras, que oferece uma bolsa de estudos para alunos de graduação e pós-graduação no exterior.

Para participar, o estudante precisa ter obtido uma nota no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) igual ou superior a 600 pontos. E estudante pode ainda utilizar as notas do ENEM dos anos de 2009 a 2013, ele deve apresentar teste de proficiência no idioma do país escolhido aceito pela instituição do destino e ter feito no mínimo 20% e, no máximo 90% do currículo previsto para o curso no momento do início previsto da viagem.

Para complementar, também é necessário cursar uma das áreas contempladas pelo programa como: ciências exatas (matemática e química), engenharia, tecnologia e ciências da saúde. Este ano o programa ampliou a quantidade de países que os estudantes possam se candidatar, ao todo são 20 países, sendo eles: Bélgica, Canadá, Holanda, Finlândia, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Irlanda, China, Hungria, Japão, Áustria e Reino Unido.

A bolsa oferecida pelo Programa, custeia o aluno durante a permanência de 12 meses (1 ano), para que o estudante possa realizar os estudos em tempo integral. No caso da China, a permanência pode durar até 24 meses (2 anos), que inclui um estágio linguístico. Além da mensalidade na moeda local, é concebido ao estudante um auxílio instalação, seguro-saúde, auxílio deslocamento para a aquisição de passagens aéreas e auxílio material didático, para compra de livros, computador ou tablet.