Consiste em descrever as características que compõem um determinado objeto, ambiente, paisagem ou pessoa, lembrando que, esta última pode ser descrita/caracterizada, pelo seu lado físico, psicológico ou por suas ações.

Difícil separar descrição de narração, pois o que é narrado se desenvolve em um espaço que possui uma funcionalidade e que, por sua vez, envolve personagens devidamente caracterizadas. A descrição do espaço e das personagens nele envolvidas constituem uma forma narrativa.

Dizemos isto, porque é comum, que características opostas das personagens revelem o conflito de uma narrativa, bem como, a descrição do espaço pode revelar traços psicológicos das personagens.

Narração:
consiste em contarmos um ou mais fatos, reais ou imaginários, que ocorreram em determinado tempo e lugar, envolvendo certas personagens. O processo narrativo é dinâmico, pois está sujeito a transformações, expressas em equilíbrios e desequilíbrios.

Os elementos básicos são: enredo, narrador, personagens, tempo, espaço e conflito.

N.B: toda narrativa possui introdução, desenvolvimento e conclusão.

Dissertação: consiste na exposição de nossas idéias, nossas opiniões, nossos pontos de vista, seguidos de argumentos que os comprovem.

Para se escrever um texto dissertativo é necessário ter conhecimento sobre o asssunto e assim, tomar uma posição crítica com relação a ele. Para a formação de nossa opinião, precisamos nos munir de dados, informações, idéias e, também, opiniões de pessoas relacionadas diretamente com assunto.

A estrutura básica da dissertação se apresenta da seguinte forma:

Introdução: apresentação do assunto e das questões referentes a ele;

‚Desenvolvimento: momento em que idéias, conceitos e informações serão desenvolvidos;

ƒConclusão: retomada do assunto associado a uma avaliação final.

Fonte: apostilas.netsaber.com.br/apostilas/984.doc