Tipos de financiamento do Fies

Fies — Escrito por

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) é um programa estatal que visa custear a graduação de estudantes na educação superior. Ele oferece alguns tipos diferentes de financiamento para que os estudantes beneficiados consigam mais facilmente conquistar esses objetivos. Mas você sabe quais os financiamentos poderão ser concedidos através do programa? Confira abaixo e verifique a melhor opção para concluir a sua graduação!

A assinatura do contrato de financiamento

Para solicitar o financiamento promovido pelo Estado, o estudante deve estar regularmente matriculado em um curso de instituição particular parceira do programa, ou seja, esses estudos não podem ser gratuitos (ou de teor público). É também uma condição que as instituições participantes tenham obtido nota positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), além de ser o único curso de graduação em que o aluno esteja matriculado de forma ajustada, sem situação de trancamento ou outro entrave do tipo.

O financiamento é concedido somente mediante assinatura de um contrato de abertura de crédito, o que pode ser feito pelo próprio estudante favorecido ou por seu responsável legal, caso seja menor de 18 anos e não emancipado. Também é exigida a apresentação de fiador, tanto nos contratos assinados com a Caixa Econômica Federal quanto com o Banco do Brasil, atuais agentes financeiros do fundo.

Percentual mínimo de financiamento pelo FIES

O aluno escolhe, de acordo com suas necessidades e pretensões, o valor que pretende para o financiamento que custeará seus estudos. Cabe ao agente financeiro aceitar a proposta, de acordo com o enquadramento do perfil do estudante. Os valores, no entanto, devem respeitar o percentual mínimo de 50% (cinquenta por cento) do valor dos encargos educacionais totais cobrados pela instituição de ensino onde o estudante está matriculado.

Percentual máximo de financiamento pelo FIES

Do mesmo modo, há um percentual máximo que o estudante poderá conta e é aqui que aparecem as principais diferenças entre os financiamentos possíveis.

Renda bruta mensal familiar de até 10 salários mínimos

Se o estudante fizer parte de uma família com renda mensal bruta de até 10 (dez) salários mínimos, poderá obter os percentuais a seguir:

a) Até 100% de financiamento do curso pretendido, quando a renda familiar mensal bruta per capita ficar comprometida com as obrigações educacionais em 60% ou mais;

b) Até 75% de financiamento, quando as obrigações educacionais ocuparem de 40% a 60% da renda familiar mensal bruta per capita;

c) Apenas os 50% de financiamento, quando a renda familiar mensal bruta per capita estiver envolvida com as obrigações educacionais na ordem de 20% a 40% .

Renda bruta mensal familiar entre 10 e 15 salários mínimos

Se a família do estudante tiver renda doméstica bruta maior do que 10 salários mínimos e menor ou igual a 15 salários mínimos por mês, ele poderá obter:

a) Até 75% de financiamento, quando a renda familiar mensal bruta per capita ficar comprometida com as obrigações educacionais em 40% ou mais;

b) Apenas os 50% de financiamento do curso em que esteja matriculado, quando o percentual do comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com os encargos educacionais for igual ou superior a 20% e menor de 40%.

Caso o estudante apresente renda familiar mensal bruta maior do que 15 e menor ou igual a 20 salários mínimos, poderá obter um financiamento simples de 50% dos valores do curso, quando 20% ou mais dos rendimentos domésticos se fizerem comprometidos com as obrigações educacionais.

A exceção à regra

Uma exceção vale, no entanto, para o estudante matriculado em curso de licenciatura ou bolsista parcial do ProUni (Programa Universidade para Todos) que requerer o financiamento para este mesmo curso: ele poderá custear até o valor integral (100%) das obrigações educacionais que a instituição de ensino lhe cobrar.

Agora que você já conhece as opções de financiamento para o FIES, verifique a categoria que você se enquadra e aproveite o benefício para custear os eu curso de ensino superior! DIcou com alguma dúvida? Compartilhe-a conosco através dos comentários para que possamos orientá-lo!

 

Tags: , , ,

Comente