Você já deve saber que tirar uma boa nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é fundamental para garantir seu futuro.

Criado para avaliar a qualidade do ensino brasileiro, o Exame acabou virando o maior vestibular do País!

Todo ano, entre as últimas semanas de outubro e as primeiras de novembro, milhões de participantes passam dois dias respondendo 180 questões objetivas e fazendo uma redação.

O ambiente é extremamente controlado, é preciso respeitar algumas regras, existe prazo para terminar a prova, entregar o cartão-resposta e o texto passado a limpo na folha de redação. Ou seja, por mais que você treine as provas de edições anteriores, nada se compara à experiência real de participar do Enem.

Em vez de ficar imaginando como vai ser quando chegar a sua hora de fazer o Enem para valer, você pode se inscrever para prestar o Exame antes de estar no terceiro ano do ensino médio.

É que o Ministério da Educação (MEC) permite que estudantes do primeiro e do segundo ano façam o Exame “para fins de autoavaliação de conhecimentos”. Assim como acontece em vestibulares tradicionais, você pode fazer o Enem como “treineiro”.

Confira no guia a seguir tudo o que você precisa saber para ser um treineiro do Enem!

Quem pode fazer o Enem?

O Enem está aberto a qualquer pessoa que queira fazer o Exame. Não há limite de renda ou idade para participar.

Isso significa que pessoas mais velhas, que pararam de estudar há algum tempo, podem fazer o Exame. E pessoas mais novas também!

Apesar de não usar esse nome oficialmente, o MEC permite fazer o Enem como treineiro – estudantes menores de 18 anos que não vão concluir o ensino médio no mesmo ano letivo em que é aplicado o Exame (alunos do primeiro e do segundo ano, por exemplo).

Para todos os casos, é preciso se inscrever no prazo determinado. Quando abrirem as inscrições do Enem (geralmente no mês de maio), quem estiver interessado em prestar o Exame por qualquer motivo deve:

  1. Acessar o site oficial do Enem.
  2. Informar todos os dados solicitados.
  3. Confirmar o cadastro.
  4. Imprimir o boleto e pagar a taxa para confirmar a inscrição.

📚 Você vai prestar o Enem 2020? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚

Tem taxa de inscrição para quem vai fazer o Enem como treineiro?

Sim. Para o MEC não importa se você fará o Enem para entrar na faculdade ou só para treinar. Os custos de organização do exame, impressão e correção das provas são os mesmos. Por isso, a taxa de inscrição é cobrada da mesma forma.

São só dois casos em que o participante não precisará pagar a taxa: alunos de escola pública matriculados no terceiro ano do ensino médio e participantes que solicitarem isenção da taxa, declarando carência socioeconômica no ato da inscrição.

O valor da taxa de inscrição pode mudar a cada edição do Enem. O melhor é consultar o edital do Exame do ano em que você pretende fazer a prova.

Como é a prova do Enem para treineiros?

A prova do Enem tem o mesmo formato para todos os participantes (treineiros ou não). O Exame acontece em um fim de semana e, dependendo do ano, pode ser no final de outubro ou início de novembro.

Primeiro dia do Enem – Sábado

Duração: 4 horas e 30 minutos.

Conteúdo:

  • 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias

Segundo dia do Enem – Domingo

Duração: 5 horas e 30 minutos.

Conteúdo:

  • 45 questões de Matemática e suas Tecnologias
  • 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
  • Redação

Todos os participantes têm o mesmo tempo para resolver a prova. O conteúdo cobrado é referente aos três anos do ensino médio. Por isso, se você fizer o Exame como treineiro, não se assuste se encontrar questões sobre assuntos que ainda não viu na escola. Também não se espante com o nome das áreas de conhecimento cobradas no Enem. Elas nada mais são do que um agrupamento das matérias regulares do ensino médio.

Confira:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Biologia, Física e Química.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: Geografia, História, Filosofia e Sociologia.
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Literatura, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Espanhol ou Inglês), Educação Física, Artes e Tecnologias da Informação e Comunicação.
  • Matemática: Matemática.

Quando sai o resultado do Enem?

O gabarito oficial do Enem geralmente é divulgado pelo MEC em até três dias após o término das provas. No entanto, não dá para saber a nota só conferindo o número de acertos.

O Enem usa um modelo complexo para correção das provas objetivas chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI). A TRI leva em consideração o nível de dificuldade de cada pergunta, a coerência de conhecimento demonstrada pelo participante e é capaz até de identificar os famosos “chutes”. A redação é corrigida manualmente por pelo menos dois avaliadores certificados.

Por isso o resultado do Exame, com o Boletim Individual de Desempenho de todos os candidatos, só é conhecido cerca de dois meses após a aplicação das provas. Normalmente isso acontece entre o fim de dezembro e o início de janeiro.

Só que os estudantes que fizerem o Enem como treineiros precisarão esperar um pouco mais. O MEC só libera o Boletim de Desempenho  para quem faz o Exame “para fins de autoavaliação de conhecimentos” 60 dias após a divulgação do resultado oficial.

Treineiro pode usar a nota do Enem?

O edital do Enem deixa bem claro: o resultado obtido por quem faz o Enem por experiência só pode ser usado para que o participante avalie seus conhecimentos. Portanto, quem não for concluir o ensino médio naquele ano em que prestar o Enem e tiver menos de 18 anos no dia da primeira prova não poderá utilizar seu desempenho para entrar na faculdade ou participar dos programas do Governo Federal de acesso ao ensino superior (Sisu, ProUni, FIES) mesmo que atinja a pontuação necessária.

Veja também:

Como funciona a nota do Enem?

Você tem vontade de fazer o Enem como treineiro? Conte para a gente aqui nos comentários!