Após um debate em audiência pública, a Câmera Municipal de Natal decidiu que irá adotar o Exame Nacional do Ensino Médio como meio de ingresso na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

A transição do atual modelo aplicado na UFRN para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) tem como objetivo facilitar e incluir o ingresso daquelas pessoas que antes achavam que não possuíam condições de concorrer a uma vaga na universidade.

O SiSU é uma ferramenta fornecida pelo governo federal que permite o acesso e inscrição gratuita de todos. Para utilizar o SiSU é necessário que o aluno tenha realizado a prova do ENEM. Porém, isso não é visto como um problema e sim uma solução para os estudantes. Pois, o ENEM também não possui custo de inscrição para alunos de rede pública e os da rede privada de ensino pagam um valor bem mais acessível que o cobrado nos vestibulares tradicionais.

Para Magda Melo, atual presidente da Comissão Permanente do Vestibular, o SiSU é a melhor maneira de incluir a UFRN em um processo nacional. O ENEM e o SiSU possibilitam a participação de estudantes de diversas localidades do Brasil, o que ampliaria a facilidade de ingresso de alunos de outros estados que possuam interesse na UFRN.

Pessoas ligadas à educação, como Margaret de Vargas, representante da secretária municipal de educação, firmam o SiSU como o processo que democratiza a entrada de jovens e adultos ao ensino superior público.

A adesão ao SiSU faz com que a barreira entre o processo seletivo e o ingresso em uma Instituição Pública de Ensino superior se torne menor. O interessante é fazer com que cada vez mais os alunos, tanto de escolas públicas quanto de privadas, possam iniciar seus estudos em universidades públicas de boa qualidade. A avaliação realizada para a conquista desse sonho deve ser a mais democrática possível, por isso o grande incentivo na utilização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).