Saiba como funcionam as vagas do sisu para conseguir uma

Sisu — Escrito por

Um dos momentos mais esperados do ano é o período de inscrições do Sisu. Você sabe como faz para se candidatar às vagas? Descubra aqui!

Quem fez o Enem 2018 está apto — e certamente muito ansioso — para fazer a inscrição no Sisu e disputar uma das milhares de vagas disponíveis nas instituições públicas de ensino superior de todo o Brasil.

Além de bem conceituadas, as universidades públicas representam o sonho de muitos que não têm como arcar com as mensalidades de uma universidade privada. Mas você sabe que os tempos são outros, não? Acompanhe tudo que temos para contar para você sobre o Sisu e sobre universidades privadas que proporcionam um ingresso bem acessível.

Vamos começar?

Como funcionam as vagas do Sisu

O Sisu é o sistema do MEC que cadastra estudantes para a disputa de vagas em instituições públicas de ensino superior em todo o Brasil.

As inscrições são abertas logo a seguir do resultado do Enem. Em 2019, as inscrições acontecerão de 22 a 25 de janeiro, pelo site do Sisu (sisu.mec.gov.br) e devem ser feitas com o número de inscrição do Enem 2018 e a senha. Caso não lembre, pode recuperá-los na página do Enem. Não há cobrança de taxa de inscrição.

No momento da inscrição, o candidato pode escolher duas opções de cursos e, caso queira mudar, pode fazer a alteração enquanto as inscrições estiverem abertas.

A seleção acontece pela nota do Enem e dentro da disponibilidade de cada curso, por modalidade e concorrência.

Os critérios para a seleção variam conforme o curso. A nota de Ciências da Natureza pode dar mais peso a um curso de Física, por exemplo. Outra forma de seleção é a adoção de média mínima e nota mínima: um curso de Medicina pode exigir média igual ou maior que 580 pontos combinada à nota em Ciências da Natureza, igual ou maior que 420 pontos.

Como referência, os candidatos acompanham a nota de corte para cada curso, que é a nota que os coloca entre os selecionados na modalidade dos cursos escolhidos.

É importante frisar que, a partir do segundo dia de matrícula, o Sisu calcula e divulga a nota de corte de cada curso.

Fui selecionado, qual o próximo passo?

Para saber se conseguiu uma das vagas do Sisu, o candidato pode:

  1. consultar a página do Sisu, no boletim do candidato
  2. ir até uma das instituições participantes

A divulgação acontece pela chamada regular, que será no dia 28 de janeiro de 2019.

As matrículas deverão ser feitas no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro de 2019. Para saber quais os procedimentos para fazer a matrícula, o candidato deve consultar a instituição que foi a sua escolha na inscrição.

Não fui selecionado, há segunda chamada?

O Sisu não tem segunda chamada, mas tem uma lista de espera. Para isso, o candidato deve acessar o site do Sisu, de 28 de janeiro a 4 de fevereiro de 2019, e manifestar seu interesse em ficar na lista de espera. Há um botão especialmente para isso.

Nesse momento, ele também indicará uma das opções de curso (sua primeira ou segunda opção no momento da inscrição).

A convocação de quem está na lista de espera é feita pela própria instituição de ensino, e o candidato pode procurar a instituição e acompanhar o processo.

Quem não conseguir uma das vagas do Sisu ainda tem a opção de conseguir bolsas de estudos pelo ProUni, cujas inscrições abrem logo após o Sisu.

Não conseguiu o ProUni? Há ainda a opção de conseguir um financiamento estudantil via FIES, o programa de crédito educativo do governo. Mas as alternativas não acabam por aqui, veja o próximo tópico.

Opções além do Sisu e ProUni

Quem não conseguir ingressar no ensino superior via programas do governo pode contar com as possibilidades oferecidas por universidades privadas conceituadas, autorizadas e reconhecidas pelo MEC. Veja algumas delas:

Essas Instituições de Ensino Superior (IES) têm opções em descontos, bolsas de estudos e até outros tipos de financiamentos, inclusive próprios. Elas possibilitam o seu ingresso no curso de graduação de sua escolha e facilitam o investimento, ou seja, você assume o que cabe no seu orçamento.

O ingresso pode ser via prova tradicional, agendada ou direto com a nota do Enem, essa inclusive é considerada para descontos nas mensalidades. Visite os sites das IES e conheça todas as alternativas que você tem.

Você também pode se interessar por:

Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Conheça as faculdades que utilizam Enem como vestibular

E então? Preparado para explorar as opções que existem além do Sisu e ProUni? Conte nos comentários seus planos de ingresso no ensino superior.

Comente